é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 13 de maio de 2022 às 12h56

Daniel explica mudanças de posição e de estilo de jogo em 2022

Meio-campista assumiu função mais próxima dos atacantes e tem conquistado números melhores

Victor de Freitas

daniel42
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Daniel é um dos titulares incontestáveis do time do Bahia em 2022. Após dois anos com atuações regulares, mas ainda abaixo do que a torcida esperava, o meio-campista, desta vez, tem conseguido entregar números além de um desempenho melhor nas partidas.

Em 23 jogos disputados no ano, Daniel acumula quatro gols e quatro assistências, vivendo sua melhor temporada com a camisa tricolor no quesito de participações para gol.

O motivo para conseguir chutar mais ao gol e encontrar companheiros mais bem posicionados para marcarem gols é a mudança de posicionamento de uma temporada para a outra.

Daniel deixou de ser segundo volante para assumir, não só a camisa 10 do time, mas também a função de organizador das jogadas.

Em entrevista ao portal ge, o meia do Bahia falou sobre suas mudanças em 2022.

No começo do ano, tive um pouco de dificuldade. O Guto começou o meio de campo dessa forma, até com um posicionamento diferente do Rezende. A gente jogava em um losango, e eu recuava muito, pegava a bola atrás e ficava sem meia na frente”.

A partir daí, entendeu que precisava também mudar sua forma de jogar.

“Comecei a reparar nos jogos de outros times com jogadores há mais tempo de meia, como Raphael Veiga. Comecei a reparar que ele não recuava tanto, ficava entrelinhas. Às vezes, a gente fica agoniado de a bola não chegar e sai da linha. Mas também a gente só devolve a bola para trás, não faz muitas jogadas efetivaas. E quando espera, às vezes você tem condição de criar uma jogada mais perigosa, dar uma assistência, fazer um gol”, explicou.

O destaque na temporada lhe rendeu o posto de inspiração para o jovem Gregory, que subiu para o time principal neste ano.

“Me colocou em uma prateleira aí, em um nível que eu não esperava. Até brinquei com ele, fiquei surpreso, agradeci. Fiquei feliz de um jogador sair da base do Bahia e que se inspira em mim”, falou Daniel.

Com o camisa 10 em campo, o Bahia vai enfrentar o Vasco neste domingo (15), às 16h, no estádio São Januário.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.