é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Dirigente do Sport diz que Bahia não poderá usar Juba em 2023

Notícia
Entrevista
Publicada em 21 de agosto de 2023 às 18:27 por Victor de Freitas

sportjuba3
Fonte: Divulgação / Sport

Luciano Juba tem apenas mais um jogo a disputar pelo Sport antes do seu fim de contrato e, consequentemente, da sua apresentação ao Bahia.

Com contrato já assinado, o atleta é esperado no CT Evaristo de Macedo a partir do dia 1º de setembro. No entanto, a possibilidade ou não de utiliza-lo no Brasileirão vem movimentando os bastidores do Bahia desde o primeiro semestre.

Atualmente, existe um processo aberto pelo Bahia na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) para utilização de Juba na Série A de 2023.

A argumentação do Bahia é que o contrato firmado pelo meia-atacante e o Sport foi feito antes da implementação das duas janelas de transferências no futebol brasileiro. O clube, portanto, tenta encontrar uma brecha no regulamento.

Por outro lado, o Sport não acredita que será possível pois ‘abriria um precedente’ para a CBF. A afirmação foi feita pelo vice-jurídico da equipe pernambucana, Rodrigo Guedes, na Rádio Clube.

Há um processo em tramitação perante a CNRD analisando se ele pode ser usado. Esse processo ainda não foi julgado e é um pedido do Bahia”.

“O Sport entende que abrir uma brecha dessa seria acabar com a janela. Cria um precedente horrível para a CBF e o campeonato como um todo”, diz o vice-jurídico rubro-negro.

O dirigente pernambucano afirma que a exceção buscada pelo Bahia também teria de valer para outros ‘mais de mil atletas’.

“A gente fez uma análise com a CBF e existem mais mil atletas com essa mesma situação que o Bahia quer criar uma exceção. Quando se cria a lei, é para que ela seja cumprida. A regra diz que as transferências devem ser nos períodos de janelas”.

Em março, através de reportagem do portal ge.globo, surgiram duas versões emitidas pela CBF sobre o assunto.

Na época, a assessoria de comunicação da CBF afirmou que Juba seria liberado a jogar pelo Bahia em 2023.

Já o Sport, logo em seguida, publicou dois ofícios que recebeu da CBF em dezembro de 2022 e em janeiro de 2023, nos quais a entidade afirmava que o atleta não poderia atuar em outro clube nacional neste ano, em caso de pré-contrato.

Fato é que Juba será jogador do Bahia a partir de 1º de setembro, com contrato válido por quatro anos e opção de mais um ano.

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras