é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 10 de novembro de 2022 às 10h32

Freeland explica processo de renovações para 2023 e situação de Mugni

Mugni e Ricardo Goulart tinham gatilhos para renovação automática, mas não atingiram

Da Redação

freeland17
Fonte: Reprodução / Youtube

Com o fim da temporada, as discussões sobre o futuro do Bahia entram em evidência sobretudo por conta do processo de formação de SAF com o Grupo City.

A essa altura, o Esquadrão tem 16 jogadores com vínculo para expirar em 2022 e outros nomes que possuem contrato para o futuro.

Segundo o diretor Eduardo Freeland, ao podcast Segue o BAba, do ge.globo/ba, as conversas foram iniciadas para demonstrar intenção de renovar, mas nenhuma negociação foi iniciada.

“O que a gente usou como estratégia e comunicamos de forma transparente a representantes e atletas, é de que a gente teria que aguardar essas definições. Iniciamos conversas com alguns com a intenção de renovação. A intenção já está apontada a atletas e representantes e assim que a gente tiver um “ok” de Bahia e Grupo City, a tendência é ir efetivando”.

As definições sobre renovações de jogadores que se destacaram, inclusive por empréstimo, devem começar na próxima semana.

“Não é não poder falar, é que não tivemos uma reunião aprofundada de nomes. Não tivemos essa reunião, acredito que será na semana que vem. A partir dessa reunião, poderemos falar de forma direta sobre isso. Agora seria de responsabilidade da minha parte discutir o que não foi definido em comum acordo”.

Mugni e Ricardo Goulart

Questionado diretamente sobre os meias Mugni e Goulart, o diretor de futebol falou abertamente que nenhum dos dois atingiu o que era estipulado no contrato.

“Tinha gatilhos, não foram atingidos. Vão entrar no mesmo nível de discussão”.

Mugni foi um dos grandes nomes do Bahia na Série B, participando diretamente de 10 gols – entre bolas nas redes e assistências.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.