é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 20 de janeiro de 2023 às 17h04

Grupo City trabalha em questões comerciais entre Bahia e Arena

Diretor do Grupo City está morando em Salvador para avançar em situações comerciais, tendo como foco os sócios-torcedores do clube, junto ao estádio

Da Redação

castello1
Diretor do Grupo City, Albert Castelló trata de questões comerciais no Bahia (Foto: Divulgação)

Atualmente, o Bahia tem um contrato vigente com a Arena Fonte Nova até 2024. Com uma relação estreita desde a inauguração do equipamento esportivo, o Esquadrão agora tem o Grupo City comandando as conversas diretamente com o consórcio que administra o estádio.

Nos primeiros meses sob o comando da administração do futebol do Bahia, apesar de ainda passar pelo processo de transição para SAF, o Grupo City já designou um dos seus diretores para tratar especificamente sobre temas comerciais e projetos junto à Arena.

Ex-presidente do Bahia, Marcelo Sant’Ana revelou a informação de bastidores e citou também alguns dos objetivos do conglomerado que adquiriu 90% da SAF do Bahia com a Fonte Nova.

“Falando de um tema dos bastidores, temos hoje na Fonte Nova, aliás ele está em Salvador desde o fim do ano, o Albert Castelló, que é um Diretor no Grupo City. Ele é ligado à parte de projetos e lado comercial. Ele foi o representante da La Liga no Brasil e está no Bahia para trabalhar novos projetos para o Esporte Clube Bahia e o relacionamento com a Arena Fonte Nova”, disse Sant’Ana, na Rádio Sociedade, durante a transmissão do jogo contra o Atlético de Alagoinhas na quarta-feira (18).

Vale recordar que a informação da chegada de Albert Castelló ao Bahia já havia sido publicada pelo ecbahia.com no dia 11 de dezembro, após o canal Bara Bahêa ter publicado em primeira mão.

O Ferran Soriano, quando esteve aqui em Salvador, que é o CEO do Grupo City, pontuou algumas situações que a Fonte Nova poderia evoluir no tratamento e relacionamento com o sócio-torcedor do Bahia. E o Albert ficou aqui para tentar avançar um pouco mais nessas situações. Esteve aqui hoje (quarta-feira, dia 18) na Fonte Nova, tem sido acompanhado por uma funcionária do Bahia e por um funcionário da Arena para tirar dúvidas sobre setores, acesso, benefícios, o que se paga, o que se tem de desconto, propriedades comerciais”.

“É um profissional do Grupo City que deve ficar morando aqui em Salvador até março ou abril justamente para buscar novas alternativas para o departamento comercial do Bahia, em especial esse equipamento esportivo chamado Arena Fonte Nova. Eles acham que tem uma margem grande melhora”.

Segundo Marcelo Sant’Ana, o Grupo City tem como ambição no futebol brasileiro não só administrar o Esquadrão de Aço, mas também conta com outros negócios em mente.

“O City veio para o futebol brasileiro, mas o Bahia não é o único projeto deles. O Bahia é um projeto deles nessa área de entretenimento e conteúdo”.

Após passar a informação, o ex-dirigente tricolor também deu um palpite de que acredita que o CFG buscará assumir a operação da Fonte Nova em algum momento dos próximos cinco anos.

“Com muita responsabilidade, eu arriscaria, e isso é um palpite, que o Grupo City vai assumir a operação da Arena Fonte Nova até 2028”.

Albert Castelló atuou por quatro anos como representante da LaLiga (Campeonato Espanhol) no Brasil, antes de ser contratado para a área de Negócios do Grupo City.

Ele já trabalhou em planos de internacionalização de outras equipes, como Sevilla e Espanyol, além de ter licenças como Diretor de Futebol pela CBF e títulos como FIFA Guardian e FA Level 1 to Talent Identification.

Apesar de não ter havido nenhum tipo de divulgação, justamente pelo processo de transição não ter sido concluído ainda, os bastidores do Bahia já contam com profissionais do Grupo City. Outro exemplo é Diego Gigliani, que será o CEO da SAF.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.