é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 19 de novembro de 2021 às 07h18

Guto admite má atuação do Bahia e promete buscar soluções

"Agora não é hora de dar desculpa, é a hora de buscar solução", afirma o treinador do Esquadrão

Victor de Freitas

guto14
Fonte: Reprodução / Sócio Digital

O Bahia sofreu a segunda derrota consecutiva no Brasileirão, desta vez por 1 a 0 diante do Sport. O resultado negativo fora de casa, aliado aos triunfos recentes dos concorrentes, coloca o Esquadrão novamente na zona de rebaixamento.

Em entrevista após a partida disputada na Arena Pernambuco, o técnico Guto Ferreira manifestou sua insatisfação pela atuação de sua equipe ao longo dos 90 minutos, apesar de afirmar que já esperada por um duelo difícil.

O treinador também relata que conta com o apoio da torcida para as rodadas finais do campeonato.

“Acho que sim, a equipe esteve bem aquém do que a gente vinha jogando, infelizmente. A atuação culminou com essa derrota, que não estava nos planos. Mas nós perdemos uma batalha. Não perdemos a guerra. A gente sabia que não ia ser fácil. Talvez essa situação de achar que seria um pouco mais fácil é porque ficamos uma sequência de sete jogos sem perder. Mas aconteceram duas derrotas seguidas. Agora temos dois jogos em casa. Dos últimos seis jogos, temos quatro em casa. Temos que fazer a lição de casa. Mais do que nunca, precisamos do nosso torcedor empurrando, fazendo a diferença, como sempre fez”.

Insatisfeito com o desempenho do seu time em campo, Guto Ferreira promete buscar soluções para obter melhorias já na próxima partida.

“Tenho que estudar um pouco, olhar, para saber o porquê. Qualquer coisa que eu fale aqui pode servir como desculpa. Agora não é hora de dar desculpa. Agora é a hora de buscar solução. Eu não tenho que passar para fora a busca das soluções. As soluções têm que ser internas. E a gente tem que melhorar no próximo jogo".

Busca por corrigir os problemas do time

Novamente encarando um momento ruim, assim como em sua chegada ao Esquadrão, Guto diz como pretende corrigir os problemas do time.

“Da mesma maneira que a gente conseguiu, vindo de fora, mobilizar, com tão pouco tempo, do Corinthians para o Athletico-PR. É uma situação onde a gente praticamente não vai ter tempo de trabalho. Nós vamos ter que trabalhar em cima do que a gente já tem trabalhado com eles. Recuperar o máximo. E fazer com que eles possam entrar com muita intensidade, entrega, e contar com ajuda do nosso torcedor, empurrando a nossa equipe, fazendo a diferença, para que a gente possa colher esse triunfo tão importante para nós”.

Troca de Daniel por Rodriguinho

“Primeiro, por questão de força. O jogo estava muito embasado na força. Aí você vai falar: “Mas e o Rodriguinho?”. Rodriguinho, porque a gente precisava de um cara mais agressivo. E, para fazer aquela função, era ele. E o Mugni a gente trouxe um pouco mais para trás. É um jogador que, na parte defensiva, equilibrada mais que o Daniel. O Daniel dava muita saída de bola, mas, no combate homem a homem, os três jogadores de meio-campo do Sport tinham uma leve vantagem no físico contra o Daniel. Taticamente, parte do jogo dele foi muito bom. Mas a gente precisava arriscar. Arriscou. E, infelizmente, não colhemos o resultado”.

Respeitou o Sport?

“Pode-se dizer que respeitou. Nós até fizemos, até 25 minutos, nós agredimos, tivemos algumas chances. Mas faltou. Eles sabem disso. Batemos o jogo inteiro em cima de acelerar mais o jogo, buscar uma saída mais rápida, ser mais efetivo, em termos ofensivos. Mas nós não conseguimos. Acontece. Volto a falar. Esse ano mesmo, quando tudo parecia perdido, na Copa do Nordeste, o Bahia virou. Temos que seguir acreditando. Para o Bahia, nunca foi fácil. Sempre foram situações assim. Dessa vez, não está sendo diferente. Cabe à gente acreditar, mobilizar o máximo possível, para que a gente possa colher o resultado domingo”.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.