é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Humor ácido e paixão pelo Bahia: conheça o fenômeno “Bellintanner”

Notícia
Entrevista
Publicada em 4 de janeiro de 2024 às 09:47 por Alan Vasconcelos

bellintanner
Fonte: Reprodução/Arquivo pessoal

A internet é um vasto campo onde as vozes se misturam em um tumulto constante de opiniões, mas poucos conseguem se destacar como Bellintanner, um perfil irônico e, acima de tudo, provocador no X (Twitter) que conquistou uma legião de fãs e, é claro, muitos desafetos. Em uma entrevista exclusiva, o ecbahia.com conheceu o homem por trás da persona virtual que vem provocando os times do eixo sul-sudeste. 

Optando pelo anonimato em um ambiente tóxico, Junior, como preferiu ser chamado, é um jovem de 26 anos que trabalha vendendo moedas virtuais do jogo FIFA (EA FC). 

Amante da ironia e com um olhar crítico para o futebol,ele não mede esforços para falar sobre a atual fase financeira do Bahia. “Esses caras nos odeiam desde sempre. Odeiam nosso povo e vão odiar sempre que a gente se sobressair. Por isso temos que responder sempre acima. Chamem [os clubes do sul e sudeste] de pobres, sim, porque a gente pode!”, disse em um dos tweets feitos em sua conta.

Aliado ao diferenciado tom humorístico do perfil, o que costuma chamar a atenção de vários seguidores é o nome utilizado na rede social, que faz clara referência a Guilherme Bellintani, ex-presidente do Esquadrão. “Meu tipo de humor sempre foi ser do contra, e apesar de alguns fracassos do Bellintani, eu gostava da pessoa. Foi daí que surgiu a ideia do nome do perfil”, revela ao explicar a origem do Bellintanner.

A trajetória do nosso entrevistado começou em 2021, quando Junior, até então pouco familiarizado com o Twitter, reencontrou na rede um amigo antigo que havia acabado de criar o Tricocast, um portal que acompanha o Fortaleza. No entanto, o que ele não imaginava é que a rivalidade entre Bahia e o time cearense ganharia um novo capítulo no final daquele ano, quando o tricolor do Pici foi responsável pelo rebaixamento do Esquadrão. Esse foi o momento crucial que deu vida ao personagem criado por Junior, algo semelhante ao surgimento de um vilão nos filmes de heróis. 

“Eles começaram a nos zoar pelo rebaixamento, o que é normal, mas depois disso comecei a responder de forma irônica os comentários da torcida do Fortaleza”, explica Bellintanner, que na época apelidou a equipe de “Nanicoleza”.

A trégua (fruto de uma promessa desesperada) entre Bellintanner e a torcida do Fortaleza foi selada na última rodada do Brasileirão 2023, quando o Bahia escapou do rebaixamento com uma ajudinha dos fortalezenses, que venceram o Santos na Vila Belmiro. “Nunca vou cansar de agradecer ao Gigante Laion por nos salvar da maldita Série B. Só estamos sonhando alto com nomes de peso hoje graças a eles. Se Marinho e Lucero não tivessem feito aqueles gols, hoje nossas especulações seriam Giuliano e Gil. Obrigado, Laion!”, disse em mais um de seus tweets icônicos.

Inicialmente, o foco era provocar somente torcida do Fortaleza, mas Bellintanner redirecionou seu conteúdo para as torcidas do eixo, ganhando notoriedade a partir de dezembro do ano passado. “Eu ainda espero crescer mais o perfil e fazer disso outra fonte de renda, mas por enquanto as reações dos torcedores de fora já são o suficiente pra mim”, declarou sobre suas expectativas para o futuro.

No que diz respeito às reações, Junior destaca a mistura de amor e ódio como o grande diferencial do perfil. “No começo de tudo eu era só odiado mesmo, então com isso eu aprendi a lidar. O povo começou a amar o personagem agora, e essa mistura de amor e ódio eu acho que é o diferencial do perfil. Eu gosto”, revela o criador do Bellintanner.

O perfil, que começou como uma forma de provocação entre torcidas de rivais regionais, transformou-se em uma fonte de entretenimento para os torcedores de todo o Brasil. Recentemente ele decidiu direcionar seus conteúdos para imagens nonsense criadas via inteligência artificial, que colocam o Bahia em superioridade aos demais times brasileiros.

A ironia e os “ataques” de Bellintanner são uma forma de resposta à xenofobia praticada contra os times nordestinos e seus torcedores. Em mais um de seus tweets, Junior falou sobre a importância da contratação de Everton Ribeiro. “Acho que essa contratação do ER7 vai ser mais importante fora de campo do que dentro. Todos sabemos do preconceito enraizado que existe no futebol contra os times do nordeste. E um jogador do tamanho do Everton Ribeiro querendo jogar aqui vai abrir as portas para outros grandes nomes virem também [..] esse recado que o Bahia tá dando ao mercado e ao futebol brasileiro é muito forte!”, concluiu.

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras