é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 22 de novembro de 2022 às 17h03

Mugni confirma ter sido procurado por três clubes da Série A

Meia confirma que sua prioridade é renovar com o Bahia, mas relata interesse de outras equipes

Victor de Freitas

mugni27
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Não é segredo para ninguém que o Grupo City já vem tomando as rédeas do futebol tricolor nos bastidores. Ainda que de maneira discreta, representantes do futuro investidor tricolor inclusive já abriram conversas com atletas que podem ficar em 2023.

Um deles é Lucas Mugni, meia argentino que revelou ter sido procurado pelo Grupo City antes da última partida do Bahia na Série B.

Em negociações para sua renovação contratual, o meio-campista afirma que ainda não há nada concluído, por estar faltando acordo entre as duas partes.

Além disso, Mugni ressalta que já vem sendo procurado por outros clubes, já que poderia assinar com qualquer um neste momento.

Em entrevista à TV Bahia, ele confirmou ter sido procurado por Fortaleza, Cortiba e Internacional para 2023.

“Meu agente fala comigo, mas filtra muitas coisas. Quando é formal, ele fala; sondagem não vale a pena. Sei desses times (Fortaleza, Internacional e Coritiba)”.

Ele garante que sua prioridade é de renovar com o Bahia, mas que seu agente é quem definirá seu futuro.

“Fui sincero com ele. Minha prioridade é o Bahia. Quando eu coloco para pensar, penso em tudo, família, futebol, em tudo. Minha prioridade é o Bahia. Ele que está encaminhando as negociações, mas sabe das minhas prioridades. Mas ainda não está certo, então ele continua falando com esses times, e estou feliz, porque são grandes times. Isso quer dizer que tive um ano bom, isso é muito bom. Minha prioridade é o Bahia, mas ele (empresário) que está no comando agora”.

Recusou oferta para sair do Bahia em 2022

“Que eu saiba, não. Acho que não (ainda não tem proposta oficial). Sei que tive uma, no meio do ano, para sair, mas decidi ficar no Bahia, porque estava muito confiante no acesso. Foi a mais formal, e expressei que queria ficar, e fui feliz na decisão. Era um time da Série A, mas estava muito confiante no acesso; acho que uma escolha foi muito boa. Até o último dia, que falei com o agente estava perto de ter algumas, mas volto a repetir, gostaria de fechar com o Bahia. Mas também entendo o clube, tem o lado financeiro, tem que cuidar, e respeito muito isso”.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.