é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Paiva avalia derrota, cita falta de tempo e afirmar não ser o culpado

Notícia
Entrevista
Publicada em 16 de julho de 2023 às 21:59 por Victor de Freitas

paiva74
Fonte: Divulgação / EC Bahia

O Bahia perdeu para o Athletico Paranaense, por 2 a 0, em jogo válido pela 15ª rodada da Série A. Após a partida, o técnico Renato Paiva falou com a imprensa em entrevista coletiva e avaliou o desempenho do seu time.

Em suas primeiras palavras, o treinador português falou sobre como viu a atuação do Bahia na Arena da Baixada e afirmou que o time tricolor só esteve bem por 20 minutos.

“Obviamente é um cenário que não é bom, mas que temos que contrariar com trabalho. Em relação ao jogo, tenho que dizer que jogamos 20 minutos. Nos primeiros minutos até o gol do Athletico, em um campo tradicionalmente muito difícil de ganhar, contra uma equipe muito boa, nesses 20 minutos dividimos o jogo, não demos oportunidade. O gol sai em um lance, aliás os dois, em cruzamento para a área. E pronto. Depois, na segunda parte reagimos, criamos algumas oportunidades, uma ou outra quase em cima da linha e não fizemos e continua o mesmo problema. Mas hoje só jogamos 20 minutos e não jogamos mais”.

Após comentar sobre a partida em si, Paiva foi questionado sobre o balanço que faz do seu trabalho no clube e dos sete meses de trabalho no Bahia.

“São sete meses de trabalho, um mês de pré-temporada com três a quatro reforços, com os jogadores a chegar aos poucos, com um elenco relativamente novo, e eu não faço milagre”.

O treinador voltou a falar sobre o calendário do futebol brasileiro como um fator que gera dificuldades para fazer o time embalar na temporada, ao afirmar que ter disputado 42 jogos em julho é um número alto, sendo esta a quantidade de partidas semelhantes da maioria das equipes.

“Sim, é uma questão de, como eu já disse, as pessoas querem tudo para ontem e acreditam que seis, sete meses é muito tempo. Com 20 novos jogadores não é muito tempo, porque não temos tempo para treinar em grande parte do tempo. Estamos com 42 jogos em sete meses e isso não existe em lugar nenhum. Mas isso é a realidade que existe e, portanto, sendo a realidade que existe, não nos faz milagreiros. Temos que ter tempo para trabalhar, não tivemos um plantel completo no início, porque as negociações são difíceis. Qualquer treinador queria o elenco já completo desde o início e temos que trabalhar com o plantel que existe”.

“A janela está aberta, estamos a reforçar a equipe, melhorar o elenco. É preciso que nós continuemos trabalhando, tendo paciência, somando as boas atuações que temos feito. Temos jogando, sendo penalizado com detalhes”.

Como vê a continuidade do trabalho no Bahia

Paiva foi perguntado sobre como entende a sequência do seu trabalho como técnico do Bahia em meio a uma campanha de campeonato nacional com três triunfos em 15 rodadas.

Ele afirmou, por diversas vezes, que não se vê como o maior culpado pelo desempenho e resultados da equipe.

“Continuidade do trabalho não é a mim que tem que perguntar”.

“O Paiva está confiante no trabalho que faz, sabe o elenco que tem, os adversários que tem. Hoje o jogo era muito difícil, é historicamente difícil ganhar aqui. O Renato Paiva continuará fazendo seu trabalho de forma honesta e consciente. Todos os dias trabalha muito e, portanto, seus jogadores igualmente. Renato Paiva não é o problema. Quando for, vai dizer. Apesar de muitas pessoas queriam que fosse. Se fosse o problema, a equipe não teria jogado tão bem vários jogos que têm jogado. É verdade que não ganha, é verdade. Mas se estivesse se repetindo resultados como o do Sport constantemente, teria dignidade em dar o lugar e ir embora, como já fiz no México. E quando sentir que apesar de os resultados não aparecerem, mas que vai somando crescimento e vai jogando com alguma qualidade, enquanto isso acontecer o problema para mim não é o Renato Paiva”, disse o treinador.

Problemas do time em 2023

“Falta de tempo para trabalhar, desde o início da temporada com o elenco todo. E com o elenco todo, falta tempo. Semanas completas normalmente acabam em bons jogos. E depois os detalhes. Os detalhes, tirando um ou outro jogo que não foi bom, o resto foram detalhes. Finalizações que não fazemos e sendo penalizados em jogos em que os adversários não fazem muito para marcarem os gols”.

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras