é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Paiva reclama de início apático do Bahia e explica opção tática

Notícia
Entrevista
Publicada em 8 de julho de 2023 às 19:00 por Victor de Freitas

paiva72
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia está novamente em uma sequência de quatro jogos sem vencer na temporada. Dessa vez, a equipe tricolor ficou no empate em 1 a 1 com o Cuiabá, fora de casa.

A partida teve como marca um início de jogo completamente fora de sintonia por parte da equipe tricolor. Jogando novamente no esquema tático de três zagueiros, o Bahia foi amassado nos primeiros minutos até sofrer um gol.

Para o técnico Renato Paiva, o time entrou em campo apático e sofreu gol em um lance que julga como infantil.

“De fato, a nossa entrada não foi nada boa no jogo. Totalmente apáticos e ausentes. Acho que o gol é reflexo disso, em um lance perfeitamente desnecessário e infantil”.

Escalação com três zagueiros

Paiva afirmou ainda que o sistema tático que iniciou a partida foi pensado nos dois jogos da semana, já que enfrentará o Grêmio na quarta-feira, no Rio Grande do Sul, em uma partida decisiva pela Copa do Brasil.

”A estratégia que montamos que foi em função de dois jogos, porque queremos estar competitivos na Copa. Portanto, não poderíamos pensar só no jogo de hoje, mas também no jogo que vem, dando descanso a algumas peças”.

Alterações ainda no primeiro tempo

A mudança tática durou menos de um tempo, já que aos 39 minutos o técnico retornou ao modelo com dois zagueiros e três atacantes.

“Acho que a equipe, quando nós sofremos o gol, tivemos que ir atrás e reagir. Mudamos o sistema para sermos mais ofensivos, queríamos jogar também no erro do adversário exatamente por causa do desgaste pelo calor. Quando mudamos o sistema, acho que a equipe respondeu muito bem começou a subir e a partir dos 30 minutos mais ou menos, começamos a tomar conta do jogo, somando uma ou outra oportunidade, ao contrário do Cuiabá”.

Ainda segundo ele, optou por tirar Vitor Hugo e Chávez por motivos distintos. Ele afirmou que o lateral se queixou de dores na perna.

“Tirei o Vitor não por questão de estar jogando bem ou mal. Precisava tirar um zagueiro para colocar alguém mais para frente, para mudar o sistema e optei por ele porque Gabriel e Kanu vem de um bom jogo, com ritmo de jogo. Chávez começou a acusar dores na perna e a partir daí foi colocar o Ryan, que jogará contra o Grêmio.

Jogo no segundo tempo

“Na segunda parte, houve uma entrada forte nossa. Outra vez correr atrás até conseguir o gol. E depois nos últimos dez últimos minutos, o Cuiabá mexe e reage. Nós também tentamos, mas, de fato, há uma reação da equipe adversária. Me parece um resultado justo”.

O Bahia é o 15º colocado do campeonato, com três triunfos em 14 jogos disputados, somando apenas 13 pontos.

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras