é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 19 de janeiro de 2023 às 10h05

Paiva valoriza início de ano com triunfos e vê time em evolução

'Valorizar consistência de criação, qualidade que criamos situações de jogo', diz o treinador

Victor de Freitas

paiva20
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia conquistou o terceiro triunfo consecutivo na temporada de 2023 ao bater o Atlético de Alagoinhas na noite desta última quarta-feira (18), por 2 a 1, na Fonte Nova.

Em um jogo que se tornou duro em razão do estilo de jogo encaixado pelo adversário, com uma marcação mais baixa, o Bahia só conseguiu o gol do triunfo no fim do jogo.

Com nove pontos em três jogos, o técnico Renato Paiva enalteceu os resultados do começo da temporada e garante que está vendo uma equipe em evolução.

“Valorizar uma equipe que está a crescer, tem jogadores que se nota que estão em melhor formas que outros. Valorizar consistência de criação, qualidade que criamos situações de jogo, corredor central, pelos lados. Quero gerar dúvidas no adversário e não ser uma equipe previsível. Reação à perda da bola muito forte no ataque, enquanto tivemos bem fisicamente foi bem difícil do Atlético jogar. Não lembro de uma oportunidade de gol do Atlético na primeira etapa, portanto uma exibição, não é ‘super consistente’ em condições normais, mas se avaliarmos o momento da temporada que estamos, esse contexto, é um bom início”.

O treinador tricolor destaca também a marca de três triunfos nas três primeiras rodadas do Baiano, o que não ocorria desde 2017. O ecbahia.com havia levantado dados de que o Esquadrão, inclusive, não vencia os dois primeiros jogos da temporada – incluindo Baiano e Nordestão – desde 2016.

“Primeira questão, ganhamos do atual bicampeão, o jogo não poderia ser fácil. Ganhamos do vice-campeão no jogo passado e agora do bicampeão. Desde 2017 o clube não ganhava os três primeiros jogos, e é essa cultura de nós queremos, de triunfo. Acho que o empate já era injusto, muito injusto, se é que se pode falar em justiça no futebol. Fizemos muito para um resultado tão escasso e um sofrimento tão grande. Criamos inúmeras oportunidades, nosso adversário criou duas e poderia ter feito o segundo gol”.

Dupla Kayky e Biel

“Equipe privilegia marcação individual. Se o extremo joga perto da linha, vai tocar pouco na bola. Obriga a equipe a fazer um jogo mais largo, teve momentos que não gostei. Vai para zonas interiores, já vai embaralhar a defesa adversária, espaços se abrem. Você pode ganhar de diversas formas, e o nosso trabalho é encontrar soluções para jogar contra um adversário bem organizado, como o adversário de hoje”.

Orgulhoso pelo time

"Muito orgulhoso por tudo isto, pelas pessoas que trabalham comigo, que nos permitem que nosso dia a dia seja muito sério e profissional. Crescimento dos atletas e coletivos, o apoio dos torcedores, estou orgulhoso. Queremos fazer um grande trabalho, queremos que os jogadores cresçam e fazer uma equipe que divirta os torcedores. Orgulhoso, feliz e, acima de tudo, feliz pela missão. Não pode andar no futebol sem ter ambição. A gente não quer ser mais um, quer ganhar. Tenho que valorizar o trabalho que fizeram, o resto é crença no trabalho, e isso gera confiança. O Bahia tem uma história lindíssima, mas, infelizmente, a história recente não é coincidente com a história lindíssima que o Bahia tem. E vamos voltar com essa história. Quero essa mentalidade vencedora, detalhe a detalhe, treino a treino".

Treinos em dia de jogo

“Treinaremos sempre nos dias do jogo quando o jogo for a partir das 19h. Não quero jogadores nos quartos, por muito tempo, é uma ativação para nós e uma revisão do trabalho da semana. Sem grande desgaste, fazer um refresh na cabeça dos jogadores faz bem. Percebemos o país onde estamos, tradições já colocadas no futebol brasileiro, vamos nos adaptar. Tudo aquilo que influencie o rendimento da nossa equipe vamos adaptar, é inegociável, treino, descanso, suplementação, tudo que pudermos fazer no dia de trabalho, vamos fazer. Essa consciência para mim tem que ir tranquila para casa, e o jogador vai perceber que é bom para ele, que ele será um melhor jogador do que era antes. Acreditamos muito. Adaptamos nisto e naquilo, mas há coisas que são inegociáveis. Só é possível ganhar trabalhando e trabalhando muito, ou só ganha de vez em quando, e nós não queremos ganhar na sorte”.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.