é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 17 de janeiro de 2022 às 16h58

Patrick vê falta de ritmo em estreia e diz qual é o objetivo de 2022

Volante diz que elenco de 2022 evoluiu em relação a 2021

Victor de Freitas

patrick6
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Patrick foi um dos poucos atletas do elenco principal que viajaram para Feira de Santana na rodada de abertura do Campeonato Baiano. O meio-campista entrou em campo no segundo tempo, atuando pela primeira vez na nova temporada após 11 dias de treinamentos no CT.

Entrevista do dia na Cidade Tricolor, o volante admitiu ter sentido as dificuldades físicas geradas pela falta de ritmo de jogo no primeiro jogo de 2022.

“Eu sei que senti bastante. Não só eu. O importante não é ter treinado 11 ou 20 dias. Ritmo de jogo nós vamos nos adaptando. É ter a noção que os adversários também não vão estar. É pegar esse ritmo de jogo para chegar nos jogos bem”.

Patrick também falou que já esperava por uma partida difícil na abertura do Estadual.

“Foi um jogo difícil para gente. Nós já esperávamos isso. É um campo diferente do que a gente vem acostumado, tivemos vários problemas durante a semana... Trabalhamos bastante em cima desse jogo, por isso a gente sabia que seria um adversário complicado e que deve chegar nas finais. Então acho que a equipe se comportou bem taticamente e soube lidar com a pressão do jogo”.

Objetivo de 2022

Após iniciar oficialmente a nova temporada, o volante fala em buscar, desta vez, atingir o principal objetivo do ano, que é o de conquistar o acesso. Também ressalta que o clube foca em subir como campeão.

“Esse é o principal objetivo (conquistar o acesso). Temos o foco de ser campeão, e isso é consequência. Se conseguir manter, que é o que todo o grupo quer. E não deixar cair, que é o que faz o time chegar longe em todas as competições”.

Tem preferência por posição?

"Já fiz muitas posições. De primeiro volante e segundo volante, são as posições que estou mais adaptado. Acho que eu gosto de ter liberdade de chegar à frente e também marcar. A gente roda bem dentro de campo, vai se conhecendo. E isso eu ganhei com meus companheiros que estão aqui".

Elenco é melhor do que o de 2021?

"Sim, sim. Acho que isso só vai ser comprovado dentro de campo. Mas a gente vê pela qualidade do grupo. Todo ano a gente evolui. Os atletas que ficam evoluem, os atletas que chegam de grande fase que estavam vivendo. Todo ano a gente vai evoluindo".

Avaliação individual sobre 2021

"Até o último jogo estava focado. Não foi o ano que a gente queria. Almejávamos muitas coisas no início do ano e não foi isso que conseguimos. Estávamos focados até o último minuto, e acabamos pecando. Sabemos o que erramos, e isso vale para esse ano. Todo mundo sabe, tem a sua culpa. A gente vai ter um ano muito melhor esse ano".

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.