é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Ratão revela ter recusado três ofertas para escolher o Bahia

Notícia
Entrevista
Publicada em 27 de julho de 2023 às 14:42 por Victor de Freitas

ratao2
Fonte: Reprodução / Youtube

Rafael Ratão foi oficialmente apresentado como jogador do Bahia na tarde desta quinta-feira (27), na sala de imprensa da Arena Fonte Nova. Ele falou sobre sua trajetória no futebol europeu e o que lhe fez retornar ao Brasil neste momento da carreira.

Aos 27 anos, Ratão volta a jogar no futebol brasileiro após cinco anos atuando por clubes europeu, tendo passado por Ucrânia, Eslováquia e mais recentemente a França.

Ele diz que chega ao Bahia entendendo a pressão da torcida e buscando algo novo na carreira.

“Saí muito cedo do Brasil, foi uma decisão minha. Foi uma mudança que eu achei que seria importante para mim, para minha carreira. Foi uma coisa muito boa para mim. Fiquei cinco anos na Europa, ganhei títulos muitos importantes, ainda agora com o Toulouse onde ganhamos a Copa (da França). A vinda para o Brasil tem o objetivo de buscar coisas novas, poder jogar no Brasil, sei a pressão de jogar no Bahia. Estou buscando isso, quero fazer coisa diferente, quero buscar um algo a mais. Sei como é a torcida e o momento que o Bahia está vivendo. Então, quero viver isso, dar o meu máximo”.

Para decidir atuar com a camisa do Bahia, o atacante afirma que precisou recusar propostas de clubes da Turquia, Arábia Saudita e Emirados Árabes, citando o projeto e a forma como as negociações foram conduzidas como motivos para a sua escolha.

“Foi um momento difícil, meus empresários sabem o que passamos. Tive muitas coisas boas. Tive o Besiktas, Arábia Saudita, Abu Dhabi, até do Al Jazeera que é do mesmo Grupo City, mas o que foi importante foi a ligação do pessoal do Bahia. Me ligaram, apresentaram o projeto, tudo isso foi importante para mim. Minha família está vindo para cá. Estou muito contente”.

Ele revelou ainda que sonhou, antes de tomar conhecimento da oferta do Bahia, que iria jogar em um clube com camisa listrada. E agora está vestindo o manto tricolor.

“Uma coisa que também aconteceu foi que uns três dias antes de aparecer a proposta do Bahia, eu sonhei que assinava com um clube da camisa listrada, mas eu não sabia qual era. Foi uma coisa marcante, porque eu não sabia para onde iria, mas graças a Deus que recebi o sinal e apareceu a situação do Bahia. Fechamos e viemos para cá”.

Primeiros momentos no Bahia

“Foi muito legal, tudo muito positivo. Primeiro que fui fazer os exames no Manchester City e você já fica impressionado pela estrutura do Manchester City, que é uma coisa diferente e séria. Pelas mensagens da torcida, também foi muito impressionante. A torcida me recebeu super bem. Também senti uma energia muito grande aqui em Salvador. Me senti muito bem aqui”.

Trabalho para tirar o Bahia do Z-4

“É trabalho. Estou vindo para o Brasil por novos desafios. Quero experimentar o Brasil, onde faz cinco anos que eu não jogo. A última vez que eu joguei uma Série A foi pela Ponte Preta e eu tinha 17 anos. Tinha essa vontade de voltar para o Brasil e pegar esse trabalho. Vi que o treinador tem um perfil muito bom de trabalho, de Europa. Tenho ciência que é difícil e a torcida vai cobrar, mas é ter paciência que novos jogadores de qualidade estão chegando, jogadores lesionados estão voltando agora. É trabalhar”.

Origem do apelido Ratão

“Passei pela base do São Paulo, fiquei lá por dois anos, em Cotia. Um dia apareceu um rato bem grande lá, eu fiquei com medo e comecei a correr. Um parceiro viu e falou: ‘você é todo grandão e tem medo de rato? Pô, ratão’. E aí ficou Ratão até hoje. Quando saí do São Paulo, fui para a base da Ponte Preta e o treinador me conhecia e me chamou de Ratão. Pegou e ficou até hoje”.

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras