é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 22 de fevereiro de 2021 às 18h32

Rodriguinho avalia temporada e garante desejo de seguir no Bahia

Camisa 10 admite insatisfação em momento da temporada, mas valoriza retorno ao time na reta final

Victor de Freitas

Rodriguinho foi o nome da goleada do Bahia sobre o Fortaleza, no último sábado (20), com três gols e marcados e um pênalti sofrido. Craque do triunfo que garantiu a permanência tricolor, o meia concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira (22) e falou sobre a partida e o futuro do Esquadrão na Série A.

Após ganhar destaque justamente no momento que o time mais precisava, Rodriguinho foi perguntado sobre sua sequência no clube para a temporada de 2021 e afirmou que deseja seguir atuando com a camisa tricolor, cumprindo seu contrato que vai até dezembro - com possibilidade de renovação por mais um ano.

“Tenho desejo de continuar sim. Estava meio para baixo com as escolhas que estavam sendo feitas. Mas agora, poder voltar e mostrar a importância, e o carinho que os atletas demonstraram por mim, me faz querer continuar. Vou sentar com o presidente para definir. Eu tenho contrato até o fim de ano. Vamos ver o que ele pensa sobre isso, para que a gente possa dar continuidade no trabalho”, falou o meia do Esquadrão.

Individualmente falando, ele destaca o início de temporada como positivo, mas que uma lesão sofrida só permitiu que ele voltasse a ser decisivo na reta final. Coletivamente, ele diz que o objetivo era de Libertadores.

“Foi um começo bom, com bons jogos e gols. Acabei machucando o pé, tendo uma fissura que me atrapalhou um pouco. Lutei bastante para voltar à melhor forma, para ajudar e ganhar minutagem, que era importante para ter uma sequência maior de tempo de jogo. Só chegou no final, infelizmente. Mas, felizmente, a tempo de ajudar todo mundo a sair dessa situação. Foi um ano difícil para a gente, não era isso que a gente queria. Nós queríamos lutar por vaga na Libertadores, por objetivos maiores, mas infelizmente o ano se desenhou assim. Mas, agora tiramos esse peso nas costas e cravamos essa permanência na Série A. Esperamos que esse ano seja bem melhor”.

Feliz por voltar a ter sequência

“Estou muito feliz de poder a jogar. O jogo contra o Atlético-MG já tinha sido muito importante, ter ficado em campo os 90 minutos, de poder ajudar contra o Fortaleza, de marcar gols, de ter a felicidade que eu tinha hoje. Agora, feliz e concentrado para fazer um grande jogo e buscar a Sul-Americana e fazer uma temporada melhor que essa. Sofri um pouco com a fissura no pé, perdi o ritmo que estava bom. Dar sequência no trabalho para ter um ano melhor”.

Qual a posição preferida em campo?

“Isso é decisão do treinador. Gosto de jogar no meio. Se ele quiser que eu faça um falso 9, eu faço. Mas ele que vai decidir”.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.