é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Sem Cauly, Paiva admite mudança no estilo de jogo e fala sobre Juba

Notícia
Entrevista
Publicada em 6 de setembro de 2023 às 18:24 por Victor de Freitas

paiva78
Fonte: Letícia Martins / EC Bahia

O Bahia não terá Cauly à disposição pelo menos antes de outubro. Com o principal jogador criativo da equipe ausente por lesão no joelho, o técnico Renato Paiva entende que não há um substituto com as mesmas características no elenco.

Confirmando o que já era visível ao longo da temporada, o fato de Cauly não ter um substituto à altura, ou semelhante em termos de características, faz com que seja necessário mudar a forma de jogo.

Após o empate com o Vasco, o técnico Renato Paiva comentou sobre a ausência do camisa 8 e indicou que o time deve, sim, passar por mudança na fase ofensiva.

“O Cauly é um jogador muito influente na nossa fase ofensiva. Vertical, joga entre linhas como muito poucos. Não há na equipe ninguém com as características dele. Não há. Mas isso não é um crime para a equipe. Não há no Inter Miami ninguém com as características do Messi. Quem poderíamos usar era o Léo Cittadini. Um jogador de muita experiência”.

Agora que não temos Cauly, temos que nos preparar para jogar de outra forma. Não vou, nunca fiz, nem farei, não vou chorar por nenhum jogador. Seria uma falta de respeita com o Cittadini. São jogadores diferentes. Cauly tem influência muito grande nos nossos resultados, e agora tenho que encontrar soluções. Não vou chorar por problemas”.

Paiva fala em buscar soluções dentro do plantel que tem em mãos, mas sem ‘chorar’ pela ausência de um titular.

“Um treinador é um solucionador de problemas. Biel caiu e nunca me queixei de Biel. Todos fazem falta. Acho que Cittadini fez um excelente jogo. Não há um substituto para o Cauly. Há um jogador que joga ali, com outras características”.

Juba pode ser o substituto?

Quanto ao reforço que estreou diante do Vasco, Paiva afirma que a utilização ou não de Luciano Juba em uma função centralizada no meio-campo, como um concorrente à vaga de Cauly, vai depender dos treinamentos.

Juba pode jogar pela esquerda, pode jogar atrás do nove, vamos ver o que vai ser em função das dinâmicas do jogo e do treino. Em função de como ele vai entender nossa forma de jogar”.

Contra o Vasco, primeiro jogo em que Cauly ficou fora por lesão, Léo Cittadini foi quem iniciou como titular e saiu de campo se queixando de dores musculares. Biel foi o seu substituto no segundo tempo.

Quer receber notícias do Bahia no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo exclusivo para notícias em TEMPO REAL.

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras