é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Dos cassinos para os gramados: 5 semelhanças entre o blackjack e o futebol

Notícia
Esportes
Publicada em 1 de abril de 2024 às 06:57 por Marcelo Barreto

Fundo gradiente do campo de futebol

O que um dos jogos de cartas mais populares de todos os tempos tem a ver com o esporte mais amado do planeta? Em um primeiro momento, essa pergunta pode soar estranha e não fazer o mínimo sentido, mas ao analisar minuciosamente os conceitos que envolvem o blackjack é possível encontrar pelo menos cinco semelhanças da modalidade de entretenimento com o futebol.

De origem incerta e que divide opiniões entre historiadores, o famoso ‘21’ se consolidou nos Estados Unidos por volta do século 19, se tornando um dos jogos de mesa mais procurados nos cassinos do mundo todo. Com a ascensão da internet, ele ganhou sua versão digital e está disponível nas principais plataformas online da atualidade, com partidas ao vivo e jogadores de todas as partes do globo.

Mas, afinal, quais as semelhanças do blackjack com o futebol? De conceitos estratégicos a habilidades mentais, o jogo de cartas pode ser uma ótima alternativa para atletas e treinadores que desejam desenvolver novas técnicas para performar dentro e fora dos campos.

Análise de risco e recompensa

Decidir quando arriscar uma jogada ou ser um pouco mais conservador é crucial tanto numa partida de blackjack quanto em um jogo de futebol. Isso vale tanto para os jogadores no gramado quanto para os técnicos que preparam o time e instruem seus comandados à beira do campo.

No caso dos atletas, isso pode valer desde um lance importante no qual é preciso analisar se vale a pena um drible ou chute de longe ou até mesmo tocar a bola para um companheiro mais próximo. Para os treinadores, é preciso saber quando adotar uma abordagem mais defensiva ou ofensiva com base no contexto do jogo.

Assim como nas mesas de feltro, em que é preciso saber a hora de pedir mais uma carta, fazer um blefe ou ser mais cauteloso, quem for mais ousado e souber arriscar com inteligência, pode ser premiado com uma vitória.

Estratégia e análise tática

Treinador de futebol ensinando seus alunos

 

Embora não seja considerado um esporte, o blackjack carrega intrinsecamente conceitos estratégicos fundamentais que podem ser utilizados em qualquer modalidade. Muito mais do que apenas receber ou manipular cartas, o ‘21’ implica em táticas, raciocínio lógico e muita matemática.

Portanto, praticar um jogo como esse pode ajudar a desenvolver as habilidades necessárias para clarear o entendimento de métodos e estratégias mais eficazes. Principalmente para os treinadores de futebol, pode ser uma alternativa para potencializar as análises táticas dos adversários e as estatísticas dos jogadores para tomar decisões antes ou durante uma partida.

Adaptação às mudanças

Nos cassinos, os praticantes de blackjack precisam frequentemente se adaptar às cartas que são distribuídas e replanejar rotas. Afinal, como tudo na vida, muitas vezes não é possível ter total controle do que acontecerá, mas é possível mudar a abordagem sobre como lidar com essas situações e refazer seu plano tático em meio à partida.

No futebol e no esporte em geral, isso não é diferente. Jogadores e treinadores precisam constantemente se adaptar às mudanças no jogo, como lesões, expulsões, mudanças táticas do adversário, condições climáticas e até um resultado parcial inesperado que exige uma modificação de postura dentro de campo.

Concentração e disciplina

Com o avanço e profissionalização do esporte, o futebol tem se tornado cada vez mais uma atividade em que as habilidades mentais e a disciplina são tão importantes quanto os aspectos técnicos e táticos. Pode-se dizer com isso que um jogador que domina plenamente a arte de trabalhar a bolas com os pés não é tão eficiente quanto aquele que está sempre atento e cumpre com perfeição o que foi definido pelo seu comandante.

E mais uma vez o blackjack entra como uma ótima alternativa para desenvolver aspectos psicológicos e cognitivos. Isso porque o jogo de cartas ensina a manter uma mentalidade de jogo focada e disciplinada para tomar as melhores decisões possíveis. Não à toa, muitos empresários, atletas e personalidades em geral procuram por jogos como o ‘21’ ou o ‘poker’ para aprender esses conceitos.

Tomada de decisões sob pressão

Por fim, como toda competição, tanto o futebol quanto o blackjack estão envoltos de muita pressão, seja ela interna ou externa, vindo da mídia, torcedores, companheiros e chefes. Participar de um jogo importante implica em tomar decisões rápidas e acertadas, já que muitas vezes não há tempo para pensar e analisar uma jogada antes que o adversário chegue e roube a bola.

No blackjack também é assim, e enquanto o ponteiro do relógio corre é preciso saber qual atitude tomar naquele momento, baseado nas informações disponíveis. Quem consegue optar pelas melhores alternativas no espaço mais curto de tempo, mais sucesso terá. Nos cassinos e nos campos.

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras