é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Mercado

Publicada em 16 de setembro de 2022 às 09h16

Enderson vai renovar para 2023? Conheça detalhes do contrato

Treinador tem renovação para 2023 garantida em contrato caso cumpra um objetivo

Da Redação

diretoria21
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Enderson Moreira está próximo de completar três meses em sua segunda passagem como técnico do Bahia. Faltando apenas oito jogos para o fim do ano, a dúvida que já começa a ser levantada é sobre a continuidade do treinador à frente do time tricolor em 2023.

A possibilidade existe por meio de uma cláusula de renovação automática em caso de acesso para a Série A. A informação vem de apuração dos jornalistas Darino Sena e Marcos Valença.

Os moldes do contrato do técnico são semelhantes ao de Guto Ferreira, que também possuía uma cláusula que renovaria automaticamente seu contrato em caso de subida com o Esquadrão. Mas, ele foi demitido ainda no primeiro turno.

Enderson Moreira também já havia assinado um contrato nesses mesmos termos em 2021, quando foi contratado pelo mesmo diretor de futebol que atualmente trabalha no Bahia: Eduardo Freeland.

Porém, ele foi dispensado do clube botafoguense após a SAF com o norte-americano John Textor. No Bahia, o mesmo pode se repetir com a provável formação de SAF com o Grupo City.

Afinal, o treinador também possui uma multa rescisória estipulada em contrato, que pode ser paga pelo Grupo City sem maiores problemas.

Então, a renovação automática não é garantia de que o profissional continuará no clube em 2023. Por outro lado, garante ao treinador uma rescisão com valores altos caso seja dispensado.

Darino Sena faz crítica sobre fórmula de contrato

Em seu canal no Youtube, Darino fez uma dura crítica à maneira como o contrato foi entregue a Enderson Moreira, que sabe que terá renovação por mais 12 meses independentemente do desempenho em campo. Desde que o time suba de divisão.

“(...) É bom demais ser amigo do seu Eduardo Freeland. Por que? Porque você chega no Bahia, tem o desafio de melhorar o time, de ser um time com identidade de jogo, que jogue melhor e, consequentemente, consiga o quanto antes o objetivo da subida, você não faz nada disso e simplesmente não tem o trabalho avaliado por um dos pilares que deveria ser a avaliação de um técnico de futebol. Além dos resultados, a performance, o desempenho, os critérios. Nada disso está pesando para Enderson Moreira. Subiu, renovou. Mas, assim eu espero: que impere o bom senso e ele não fique. Mas vai levar uma bolada”.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.