é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Mercado

Publicada em 11 de novembro de 2022 às 14h22

Goulart avalia impacto do Grupo City e vê renovação encaminhada

Meia-atacante diz que 'faltam detalhes' para confirmar permanência em 2023

Da Redação

rgoulart14
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O meia-atacante Ricardo Goulart é um dos nomes com contrato até o fim de 2022, mas tem uma grande possibilidade de seguir no clube durante o próximo ano.

Contratado na segunda janela de transferências da temporada, Goulart disputou 16 partidas na Série B, contribuindo com dois gols e duas assistências.

Em entrevista à TV Bahia, o atleta de 31 anos falou sobre o impacto do Grupo City para a sua vinda ao Esquadrão de Aço, confirmou que ‘detalhes’ separam a sua permanência no clube e garantiu estar adaptado.

Agora são detalhes. Quando aceitei o desafio para defender as cores do Bahia, me apresentaram esse projeto do Grupo City, me mostraram também o quanto são profissionais”.

Goulart estreou pelo Bahia no dia 6 de agosto. Até o fim da Série B, foram três meses de futebol e moradia na capital baiana. Ele garante que se adaptou ao clube, assim como a família em Salvador.

“Em três, quatro meses com o Bahia, minha família se adaptou muito bem. Sabia do desafio enorme e me dediquei dia a dia, jogo a jogo, para colocar, também usar a minha imagem, para colocar o Bahia no acesso da Série A”.

Agora são coisas de mais detalhes, tem que levar levemente esse assunto para que as coisas possam ser boas para ambas as partes”.

Em entrevista recente, o diretor de futebol Eduardo Freeland explicou que já houve conversas iniciais com jogadores que podem permanecer para 2023, demonstrando a intenção da renovação. Porém, afirmou que as negociações só serão concretizadas após aval do City e do Bahia.

Goulart afirma estar tranquilo quanto à possível renovação com o Bahia e que aguarda resoluções nos próximos dias.

“Acho que o Bahia tem grandes profissionais, pessoas de caráter, de uma energia positiva, e estou muito feliz. Vamos ver o que vai acontecer nos próximos dias. (...) Com o acesso as coisas ficam boas, ficam leves e que a gente possa resolver da melhor maneira possível”.

Chegada do Grupo City aumentou a pressão

Internamente, o assunto SAF já vinha sendo fator motivacional e também de pressão ao longo de toda a Série B.

“Creio que sim. Acho que, quando se envolve o Grupo City, querendo ou não, aumenta ainda mais a nossa responsabilidade por estar levando futuramente esse nome. Nós sabemos e acompanhamos a grandeza, sabemos da estrutura, do nome, do comprometimento e profissionalismo que esse Grupo City carrega. Realmente, nos pressionou um pouco. Acho que os profissionais que estão tomando a frente aí, do Grupo City, envolvendo conversas com o Bahia, a gente queria entregar o Bahia na Série A. Como o Manchester City em si, todos no grupo aí são de elite”, disse Goulart.

Grupo City no Bahia em 2023

Sobre o futuro Bahia SAF, Goulart já projeta um 2023 em busca de taças.

“Mensagem que eu digo é, primeiramente, agradecer a eles pela oportunidade, por me abraçar. Visando o 2023, com o Grupo City, só tem coisas boas a acontecer. Sabemos a força que o Bahia tem. Tão grande a importância dos torcedores. Querendo ou não, o Grupo City observou muito os nossos torcedores, a conduta. O Grupo City está vindo forte, quem permanecer vai saber da responsabilidade, e o Grupo City vai querer resultado, chegar em finais, levantar a taça, e isso é o maior objetivo do clube, de todos nós. O 2023 promete e serão só coisas boas”.

Bastidores da busca pelo acesso

“Muita conversa. Teve bastante conversa, porque, todos nós, torcedores, passando por um processo do Manchester City também envolvidos, acho que todos estavam ansiosos. Então, nós tivemos bastante conversa. Eu sabia da grandeza e da importância que era colocar o Bahia novamente na Série A. Então acho que esse equilíbrio emocional e muitas conversas ali, no dia a dia, nos treinamentos, nos ajudou bastante

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.