é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Mercado

Publicada em 20 de abril de 2022 às 13h29

Jornal inglês repercute negociação entre Grupo City e Bahia

The Sun fala sobre valores das negociações e explica motivo que colocou o Esquadrão na preferência dos árabes em relação ao Atlético Mineiro

Victor de Freitas

grupocity
Fonte: Divulgação

As conversas entre Grupo City e Bahia já são conhecidas em todo o mundo. Na Inglaterra, a expectativa é de que, de fato, o conglomerado árabe faça uma proposta oficial para adquirir controle do futebol tricolor por meio de Sociedade Anônima do Futebol, a SAF.

Nesta última terça-feira (19), o jornalista Martin Blackburn, do jornal The Sun, publicou uma reportagem na qual repercute o avanço nas conversas entre City Football Group e o Esporte Clube Bahia.

A nota publicada cita como principal destaque o valor de 104 milhões de libras (cerca de R$ 628 milhões no câmbio atual), que seriam investidos pelos árabes donos do Manchester City no Bahia pelos próximos anos.

A publicação também reafirma a posição de que o grupo investiria 8 milhões de libras (R$ 48,9 milhões) no primeiro ano de sociedade, como já havia sido divulgado inicialmente pelo jornal Correio*.

Apesar de as conversas estarem avançando, um acordo ainda estaria longe de ser finalizado para que uma proposta formal seja feita.

“Fontes do CFG (City Football Group) dizem que há uma chance de um acordo para o clube brasileiro de segunda divisão – mas enfatizaram que nada está perto de ser acordado.

(...) O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, realizou conversações no Etihad (Stadium, estádio do Manchester City) no início deste mês antes de ver o time de Pep Guardiola enfrentar o Atlético de Madrid mais tarde naquela noite”, diz trecho da reportagem do The Sun traduzido para português.

Por fim, outra informação crucial na reportagem é de que o City estaria priorizando um clube fora do TOP-12 do Brasil. Por essa razão, teria desistido de avançar em conversas com o Atlético Mineiro.

Enquanto negociam com o Bahia, o Grupo City também trabalha com olhos voltados para o clube principal, que é o Manchester City, buscando definir a contratação do norueguês Erling Haaland pagando a multa de 64 milhões de libras (R$ 386 milhões), junto ao Borussia Dortmund.

Clubes do Grupo City:

The CFG's global empire could be about to expand to Brazil

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.