é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Nordestão

Publicada em 22 de janeiro de 2023 às 21h02

Bahia estreia no Nordestão com derrota em jogo marcado por falhas

Tricolor teve pênalti perdido por Mugni e falha decisiva do goleiro Marcos Felipe

Victor de Freitas

sampxbahia23-1
Fonte: Rafael Machaddo / EC Bahia

O Bahia estreou com derrota na Copa do Nordeste, ao perder por 1 a 0 para o Sampaio Corrêa na noite deste domingo (22), em São Luís.

Após a primeira derrota no ano, o Esquadrão volta suas atenções para reagir rapidamente na partida válida pelo Baiano, competição pela qual iniciou com três triunfos.

A próxima partida tricolor será na quarta (25), contra o Jacobinense, fora de casa. Pelo Nordestão, o próximo desafio está marcado para o dia 4 de fevereiro, diante do Ferroviário, na Fonte Nova.

O JOGO

Como já vem sendo uma marca do Bahia no início de 2023, o Esquadrão criou as primeiras jogadas ofensivas da partida, com um chute feitos por Chávez e Biel.

Em sua estreia como titular tricolor, o lateral-esquerdo equatoriano aparecia como opção nas costas dos defensores com frequência. Em um desses lances, sofreu pênalti ao ter a camisa puxada dentro da área.

Cobrador de pênaltis oficial em 2022, Mugni assumiu a responsabilidade. No entanto, teve sua cobrança defendida pelo goleiro Luiz Daniel. Biel mandou por cima do travessão no rebote.

O Esquadrão manteve sua postura mais agressiva no campo ofensivo, com a posse de bola e buscando especialmente o jogo pelas pontas.

Kayky fez o goleiro Luiz Daniel trabalhar após um forte chute de pé esquerdo. No fim da primeira etapa, o ponta ainda criou uma jogada para Everaldo, que perdeu a chance.

Falha de Marcos Felipe, gol do Sampaio

Apesar de o Bahia ter dominado as ações ofensivas, o Sampaio abriu o placar com uma falha bizarra do goleiro Marcos Felipe. Após receber bola recuada na grande área, o arqueiro tricolor tentou sair jogando e acabou perdendo para o atacante Vinícius Alves, que fez o gol.

SEGUNDO TEMPO

Com o placar negativo, o Esquadrão voltou ao segundo tempo com a necessidade de virar o placar pela primeira vez em 2023.

Enquanto o Esquadrão buscava o ataque a todo custo, mantendo o jogo prioritário pelas pontas, o Sampaio Corrêa, por sua vez, adotava uma postura conservadora para tentar contra-ataques.

Depois de 12 minutos sem conseguir reagir no jogo, o técnico Paiva apostou em Jacaré, Ryan e Daniel, nos lugares de Mugni, Chávez e Kayky. Foi uma tentativa de ganhar meio-campo e revigorar as pontas. Goulart e Diego Rosa entraram posteriormente, substituindo Everaldo e Rezende.

Mesmo com trocas no segundo tempo, o Esquadrão seguiu parando na defesa montada pelo adversário. Nas poucas investidas que resultavam em finalização, faltou capricho.

Já o Sampaio teve a grande chance do segundo gol aos 35 minutos. Após Pimentinha fazer jogada pelo lado direito, Gabriel Silva recebeu sem marcação na grande área, mas isolou o chute. No fim, o time maranhense ainda acertou uma bola na trave.

Na reta final, o Bahia permaneceu sem conseguir produzir a ponto de criar uma grande chance de gol e a primeira derrota do ano se confirmou no Maranhão.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.