é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Baiano

Publicada em 10 de julho de 2020 às 11h48

Clubes do interior têm dificuldades para remontar elencos

Equipes sem calendário pós-Baianão sofrem com falta de recursos e medidas restritivas nos municípios do interior

Victor de Freitas

2019-11-18-11-45_capabaianao2020

A volta do Campeonato Baiano alegrou torcedores de Bahia, Vitória e das equipes do interior que disputarão competições nacionais no segundo semestre. Mas, há o outro lado do retorno do Estadual: os times que só haviam se planejado para quatro meses de temporada.

Jacobina, Doce Mel e Juazeirense são alguns desses casos. Os clubes possuíam elenco apenas para a disputa do Campeonato Baiano e, durante a pandemia, todos os contratos foram encerrados.

Mesmo com a liberação de contratos de um mês, os clubes encontram dificuldades para remontar seus elencos faltando menos de duas semanas para o reinício do campeonato.

Além disso, os clubes nem sequer voltaram a treinar.

No caso do Jacobina, o clube alega não ter nenhum atleta contratado no elenco e nem recursos para reforçar o grupo. Além disso, a cidade não está liberada para mandar jogos.

Doce Mel

Por sua vez, o Doce Mel, de Ipiaú, também não deverá mandar seus jogos na cidade, porque não há liberação da prefeitura e devido à demolição dos vestiários do estádio.

A diretoria do Doce Mel tem encontrado dificuldades até para contratar atletas, tendo em vista o alto índice de infectados por Covid-19 em Ipiaú.

"A dificuldade é grande, mas estamos mobilizados para tentar resolver. Estamos em uma região muito problemática e alguns jogadores que estamos contactando não estão querendo vir”, afirma Eduardo Catalão, representante do Doce Mel, ao Correio.

Juazeirense

A Juazeirense afirma que existe a possibilidade de a equipe precisar entrar em campo com apenas dois dias de treinamentos, caso a prefeitura do município abra uma exceção para o clube atuar no Adauto Moraes.

“A Juazeirense topou voltar, mas estamos com vários problemas. O prefeito de Juazeiro baixou um decreto proibindo qualquer tipo de atividade no Adauto Moraes até o dia 19. Isso significa que se o prefeito, no dia 19, abrir uma exceção para a gente, vamos ter apenas dois dias de treino antes de entrar em campo”, afirma o presidente do clube, Roberto Carlos, ao Correio.

Sem recursos, o clube conta com ajuda de amigos e da comunidade local para contratar atletas.

“Hoje temos apenas cinco atletas contratados e a partir de agora estamos fazendo o contato com os nossos amigos, parceiros, para contratar atletas, mas não sabemos nem como vamos pagar esses jogadores. Estamos apostando no dinheiro que a Juazeirense tem da televisão, que é R$ 45 mil, para pagar uma parte. O restante vamos tentar arrecadar em outras atividades, como bingo, vaquinha, alguma coisa para conseguir pagar o elenco contratado”.

Clubes baianos nas divisões nacionais

Série A: Bahia
Série B: Vitória
Série C: Jacuipense
Série D: Vitória da Conquista, Bahia de Feira e Atlético de Alagoinhas

Jacobina, Fluminense de Feira, Doce Mel e Juazeirense não possuem calendário para o segundo semestre.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.