é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | História

Publicada em 04 de abril de 2020 às 17h59

Em 2001, Nonato e Preto brilharam no título da Copa do Nordeste

Preto marcou gol inesquecível na Fonte Nova e Nonato balançou as redes duas vezes na decisão

Victor de Freitas

2020-04-04-17-55_capabahia2001
Fonte: Divulgação

Há 19 anos, o Bahia conquistava o seu primeiro título de Copa do Nordeste. Em 2001, o Esquadrão de Aço era comandado pelo lendário técnico Evaristo de Macedo e contou com atuações inspiradas de Nonato e Preto Casagrande para desbancar o Sport na final.

Jogo único da final

Diferentemente do formato atual, a Copa do Nordeste teve sua final disputada em jogo único na temporada de 2001.

Jogando na Fonte Nova, diante de 65.924 torcedores, o Bahia venceu por 3 a 1. Preto Casagrande e Nonato (2x) marcaram os gols que deram o título ao Tricolor de Aço.

Considerado como o melhor jogador daquela final, Preto Casagrande abriu caminho para a conquista do título com um golaço de fora da área. Além disso, deu assistência para o segundo gol tricolor no jogo.

“Isso só deixa o jogo mais inesquecível ainda, a quantidade de gente que tinha no estádio, tinha gente demais. Por um lado, eu estava um pouco nervoso, mas isso durou até o apito do juiz. Toda final é importante, aquela ainda mais, pelo gol, a maneira que foi”, contou Preto, em uma entrevista sobre o título.

Autor de dois gols na decisão, Nonato terminou a competição com 10 bolas nas redes e a vice-artilharia. Seu companheiro de ataque, Robgol marcou seis vezes.

Escalação do Bahia na final: Émerson, Japinha, Jean Elias, Carlinhos e Jefferson; Preto, Bebeto Campos, Alex Oliveira e Luís Carlos Capixaba (Mantena); Róbson (Washington) e Nonato (Fábio Costa).
Técnico: Evaristo de Macedo.

A Campanha

Antes de chegar à final do Nordestão, o Bahia fechou a fase de classificação com 35 pontos em 15 partidas disputadas, sendo o líder. Ou seja, foram 11 triunfos, dois empates e duas derrotas na primeira fase.

Com apenas os quatro primeiros avançavam à semifinal, o Tricolor encarou o Fortaleza, quarto colocado, e venceu por 2 a 1. Capixaba e Washington fizeram os gols.

Assista à reportagem da final do Nordestão 2001:

Estatísticas gerais do Bahia na Copa do Nordeste de 2001:

17 jogos
13 triunfos
2 empates
2 derrotas
38 gols marcados / 18 gols sofridos

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.