é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Brasileiro

Publicada em 17 de outubro de 2020 às 10h34

Em súmula, árbitro explica expulsões de Rossi, Élber, Mano e Sidnei

Rodrigo Carvalhaes, árbitro da partida, detalha motivo das quatro expulsões do Bahia

Victor de Freitas

2020-10-17-10-31_capaarbitrorodrigocarvalhaes
Fonte: Divulgação

O empate entre Goiás e Bahia, por 1 a 1, foi marcado por várias polêmicas na noite desta última sexta-feira (16). Ao todo, o árbitro mostrou quatro cartões vermelhos para o Esquadrão e um para o time goiano.

Em súmula, o árbitro carioca Rodrigo Carvalhaes de Miranda (AB-CBF) explicou o motivo de cada uma das expulsões.

Rossi foi o primeiro a levar vermelho, ao receber o segundo cartão amarelo logo após ter sido substituído.

“Expulsei em decorrência do 2°cartão amarelo o sr. Rosicley Pereira da Silva , pois após ter sido substituído e fora do campo de jogo fui informado pelo aa1, sr. Thiago Henrique Neto Correa Farinha que o atleta citado proferiu as seguintes palavras: "vocês são muito ruins. não servem nem para apitar uma série c." Em ato contínuo o atleta chutou um copo de agua localizado a beira do campo”, escreve o árbitro.

Expulso dentro do campo de jogo, Élber deixou o Bahia com um jogador a menos a partir dos 34 minutos da segunda etapa. O motivo foi um xingamento direcionado ao árbitro.

“Expulsei com cartão vermelho direto o sr. José Élber Pimentel da Silva , pois estando a bola em jogo, o atleta citado proferiu as seguintes palavras para mim: ‘marca a falta seu filho da p....’".

O auxiliar técnico Sidnei Lobo foi expulso logo após Élber sair do campo. Também por ofensas aos árbitros.

“Após ser informado pelo 4° árbitro sr. Anderson Ribeiro Gonçalves expulsei com cartão vermelho direto o sr. Sidnei de Espírito, auxiliar técnico do E.C Bahia. pois após a expulsão de um atleta de sua equipe, saiu do seu banco de reservas gesticulando de forma acintosa indo em direção ao 4° árbitro , proferindo as seguintes palavras: ‘caralho vocês só apitam pra eles, ajuda ele a apitar essa porra direito’. Após ser expulso, continuou falando ao 4° árbitro: ‘você é um babaca nunca vai apitar’”.

Já a expulsão de Mano Menezes aconteceu após o apito final. Segundo o árbitro, houve desrespeito na fala direcionada pelo técnico tricolor aos membros da arbitragem.

“Após o fim do jogo, ao ser informado pelo 4° árbitro sr. Anderson Ribeiro Gonçalves expulsei com cartão vermelho direto o sr.luiz Antônio Venker Menezes, técnico da equipe do E.C Bahia pois após o apito final o mesmo virou em direção ao 4° árbitro e de forma irônica e desrespetosa proferiu as seguinte palavras: ‘parabéns, vocês tentaram fazer o resultado de novo e não conseguiram, parabéns’”.

*Os textos escritos pelo árbitro, dentro de aspas, foram retirados da súmula oficial da partida.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.