é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 17 de março de 2018 às 21h43

"Faltou o gol", Guto analisa empate na ida da semifinal do Baiano

Treinador reclama do gramado do Adauto Moraes e analisa atuação tricolor

Victor de Freitas

2018-03-09-10-15_capaGutoferreira24coletiva
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

O Bahia não conseguiu sair do empate em 0 a 0 com a Juazeirense, na noite deste sábado (17). O jogo foi válido pela ida das semifinais do Campeonato Baiano de 2018. Após a partida disputada no Adauto Moraes, em Juazeiro, o técnico Guto Ferreira concedeu a tradicional entrevista coletiva, na qual analisou a atuação de seus comandados.

Em sua análise, Guto Ferreira voltou a fazer críticas à má condição do campo de jogo. O técnico diz que o gramado irregular prejudicou o desempenho de sua equipe, mas disse ter ficado satisfeito com o desempenho do time, faltando "apenas" o gol.

“Nos mantemos firmes defensivamente e criamos chances. Faltou o gol. A gente sabia que era uma partida brigada, com dificuldades. Nem todas as jogadas você tem a certeza. Você acha que está na jogada e acaba prejudicado pelo quique da bola, uma coisa que você não espera, e isso aconteceu o tempo todo. Mas o foco estava bom, gente conseguiu se manter, criamos muitas chances, mas não conseguimos empurrar a bola para dentro", comentou o treinador tricolor.

Devido às condições da partida, o técnico tricolor não avalia como um mau resultado o empate fora de casa.

"Você está conduzindo a bola, ela fica quicando, você quer achar o ponto de batida e não acha. Quantas vezes nós chegamos em uma condição em que faríamos o gol, um cruzamento, batemos na bola e isolamos aqui para fora. Não é desculpa. É a realidade de quem está aqui. Logicamente a gente queria triunfar, não conseguimos e levamos um empate que não é ruim", analisou.

Por conta da dificuldade em fazer a bola rolar pelo chão, Guto lamentou a ausência de Júnior Brumado, atacante mais alto do elenco, e que poderia ser importante em jogadas de bolas aéreas.

"O campo era propício para ele, que fez um grande jogo aqui. Acho que Kayke se esforçou o máximo. A gente não sai levando o triunfo, mas sai levando o empate que nos coloca em uma condição boa", disse.

"Era um jogo que pedia mais força na bola aérea, mas infelizmente nós perdemos nosso atacante com essas características, que é o Brumado. Mesmo assim, nos adaptamos bem e criamos chances”, acrescentou.

E por que Marco Antônio como titular?

"Opção do Marco Antônio era manter a estrutura de meio-campo, que vem jogando bem. A primeira partida que empatamos foi hoje. Vinícius tomou cartão amarelo. Com isso, ele estava fazendo a função de marcação, se eu permaneço com ele, corro risco de perdê-lo com o segundo amarelo. Adiantei ele, botei Elton para dar mais consistência no meio e adiantei Zé", finalizou.

O próximo jogo do Esquadrão já será disputado nesta terça-feira (20), contra o Altos, pelo Nordestão.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.