é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 16 de março de 2018 às 12h27

Guto admite adaptar estilo de jogo do Bahia ao gramado de Juazeiro

Treinador vê campo do Adauto Moraes como mais um adversário na semifinal

Victor de Freitas

2018-03-16-12-24_capagutoferreira28
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

O Bahia vai iniciar a disputa por uma vaga na final do Campeonato Baiano. Em confronto de 180 minutos contra a Juazeirense, o Esquadrão entrará em campo, neste sábado (17), para enfrentar o adversário pela partida de ida, em Juazeiro.

O primeiro jogo das semifinais será disputado no Adauto Moraes, em Juazeiro, local onde o Bahia garantiu já conquistou um triunfo diante do próprio Cancão de Fogo no iníciod este mês. Na ocasião, o gramado do estádio foi um dos pontos mais comentados por parte do Bahia.

Entrevistado desta sexta-feira (16), o técnico Guto Ferreira falou sobre suas expectativas para voltar a atuar em Juazeiro e admitiu que pode realizar adaptações ao estilo de jogo do time para se adequar às condições do campo.

"É uma situação que é o que o piso permite. Não é uma questão de ser prioridade ou não. O jogo no chão, você não consegue dar velocidade. Você pode esperar uma bola no pé, embaixo, e ela vir no teu peito. Tudo pode acontecer. Ouvi um comentário do narrador “O Bahia está jogado com muita ligação direta”. É adaptação à condição do gramado. Você não treina ali. Se você treina, você busca outras situações", explicou.

Além de indicar que as dificuldades que serão encontradas devido ao gramado, Guto Ferreira também pede para a equipe entrar com o "alerta ligado" em relação ao adversário.

"Um time bastante adaptado ao campo deles. É um campo difícil de se jogar. É um gramado alto, irregular, que desgasta bastante. O que surpreendeu foi que eles também não aguentaram jogar o tempo todo. Tiveram dificuldade com câimbra, não tiveram dificuldade com lesão. É um risco. Agora, falar só do gramado é uma situação que fica muito pobre. Existe a qualidade da equipe deles, existe a adaptação a essa situação, o momento deles. Em cima de tudo isso a gente foi, montou uma estratégia, conseguimos vencer. Hoje temos em mente uma realidade muito maior do que eles são capazes. Temos que ir com o alerta ligado e procurar fazer um grande jogo", disse o treinador.

Guto Ferreira também cita cobrança para os jogadores minimizarem os erros nesta fase de partidas decisivas, tanto pelo Baiano, como pelo Nordestão.

"Na Copa do Nordeste a gente não pode mais errar. E essa (semifinal do Baiano) também não podemos errar. Depois vem a outra semifinal, a decisiva da Copa do Nordeste. Tudo isso, o foco tem que estar muito centrado e o desempenho tem que subir", afirmou.

O Bahia enfrenta a Juazeirense às 18h30 deste domingo, em Juazeiro. O canal Premiere fará a transmissão.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.