é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 14 de março de 2020 às 19h26

Roger aprova ‘jogo consciente’ do Bahia contra o América-RN

'Atuamos bem em 90% do jogo’, avalia o técnico

Victor de Freitas

2020-03-06-12-36_caparogermachado114
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Após vencer o América-RN por 2 a 0, o Bahia conquistou seu lugar na segunda fase da Copa do Nordeste com uma rodada de antecedência. Depois do triunfo na Arena das Dunas, o técnico Roger Machado concedeu a tradicional entrevista coletiva.

Em sua análise sobre a partida disputada em Natal, Roger demonstrou satisfação pelo desempenho de seu time durante os 90 minutos, com controle sobre o adversário na maior parte do tempo e com uma ‘atuação consciente’.

“Sabia que a vitória nos daria possibilidade de classificar, acima de tudo, com uma pontuação que pudesse nos levar à primeira colocação. Foco dividido em duas competições, depois de resultado importante, conquistar triunfo, três pontos. Atuamos bem em 90% do jogo. Se você imaginar que vai dominar o adversário o tempo todo, o adversário conseguiu crescer no começo do segundo tempo, onde, de três zagueiros, saiu com linha de quatro e teve como atacar melhor em profundidade. Depois a gente controlou. Segundo gol saiu nos acréscimos para determinar o triunfo. Fizemos um jogo consistente, mais um belo jogo, principalmente taticamente, que prezo bastante”, disse o treinador tricolor.

O técnico também explicou as mudanças feitas no time, sobretudo a entrada de Zeca como ponta esquerda.

“Na linha da frente, porque, quando a gente... No começo do ano, faço uma análise de alguns sistemas que a gente imagina e que a gente vai treinar. Pergunto para os jogadores onde eles se sentem mais confortáveis, que é a base de tudo. Zeca prefere a lateral esquerda, depois posição de meio e também linha da frente, por incrível que pareça. A lateral direita não é a preferência, embora ele seja destro. Com a impossibilidade de ter Rossi, a gente resolveu fazer uma dobra ali, que não perde em compactação e ofensividade, a gente ganha. Mais um jogador que pode vir por dentro, com jogo curto, apoiado. Opção do Fernando foi por botar dois centroavantes na frente. Gilberto estava bem no jogo, Rodrigo jogou quase os 90 minutos. Queria os dois centroavantes para observar de perto essa característica no modelo, como se comportariam dentro do campo”.

Elogios a Juninho Capixaba, Rodriguinho e Flávio

“Comentei: “Se eu não te transformar em um dos melhores laterais esquerdos do Brasil, eu largo”. Quando contratamos (o Juninho Capixaba), assim como Zeca, queríamos um jogador para articular o jogo principalmente. A dúvida que gerou em cima dele era a questão dele na linha. Porque a gente sabia o que ofensivamente ele podia no oferecer. Adaptação à linha de marcação encaixou perfeitamente. Protege bem linha, evita bola nas costas, rápido, bom no um contra um. Faz tenha muito aprendizado e vai crescer. Assim como poderia ser o Juninho [o melhor jogador da partida], por vezes, quem não tem brilho do jogo para o torcedor, mas taticamente e tecnicamente conduz e dá a direção do jogo, costumo dizer que o nome volante é porque ele que dá direcionamento do time. Junto com Rodriguinho, Capixaba, Flávio foi um destaque, porque além de organizar, fazer pressão e entrar no campo de ataque para que a gente jogue, impressionante a evolução do ano passado para cá”.

O Bahia volta a campo no próximo sábado (21), contra o Náutico, pela oitava e última rodada da primeira fase da Copa do Nordeste.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.