é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 01 de agosto de 2020 às 18h53

Roger lamenta erros na partida e destaca defesa do adversário

"A defesa muito bem fechada nos impediu que a gente finalizasse", avalia o técnico

Victor de Freitas

2020-07-24-10-04_caparogermachado128
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia sofreu uma dolorosa derrota por 3 a 1, na tarde desse sábado (1º), jogando contra o Ceará pela partida de ida da final da Copa do Nordeste. O resultado deixa o Esquadrão em situação negativa na disputa pelo troféu regional.

Após a partida, o técnico Roger Machado avaliou o desempenho de seus jogadores ao longo dos 90 minutos, destacando os erros do time como fator decisivo para a derrota.

“Em jogos decisivos os erros têm que ser zero, ainda mais em uma decisão equilibrada em que a gente saiu na frente e não conseguiu desfrutar por três ou quatro minutos para impor a vantagem ao adversário no placar. Então, a inconsistência no jogo, associado aos nossos erros técnicos, fizeram com que nosso adversário ganhasse confiança e voltasse para o jogo depois do empate”, disse o treinador.

Além disso, o treinador do Esquadrão também destacou a atuação defensiva do Ceará como diferencial para a derrota tricolor.

“Nós produzimos o suficiente para vencer o nosso adversário, porém é uma partida decisiva. Não é uma partida de muitos gols, porque é uma final de uma competição equilibrada. As equipes que chegam nessa fase da competição são melhor ajustadas defensivamente, fechando e permitindo poucos espaços para jogar. Eu vejo que nós fechamos com bastante lucidez ao final do campo, acessando a área do adversário, porém a defesa muito bem fechada nos impediu que a gente finalizasse. Não vi uma produção tão baixa para uma final de campeonato”.

Apenas três substituições realizadas

“Porque substituição é por opção, não é obrigatoriedade. Não se tem obrigação de fazer todas as substituições e as três que eu fiz foi para renovar nosso ataque. Tirei um volante defensivo, coloquei o Flávio na posição e o Danielzinho mais à frente. Estávamos com um meio-campo bastante ofensivo, com a subida dos laterais”.

Erros de passe e atuações ruins individuais

“Os erros de passes motivaram muito pelo resultado do jogo, outra parte pela defesa adversária que tirava espaços e a gente tentando forçar e acelerar o jogo. Por vezes a gente errava alguns passes importantes que podiam conectar chegadas ao ataque, mas motivadas pelo jogo e pelo adversário. No dia de hoje, também é evidente que alguns dos nossos jogadores que fizeram grandes jogos antes não estiveram no mesmo nível.

O jogo de volta entre Bahia e Ceará está marcado para a noite de terça-feira (04).

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.