é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Brasileiro

Publicada em 06 de abril de 2020 às 14h51

Turner negocia fim de parceria por direitos de transmissão

Bahia é um dos clubes com contrato assinado com a empresa norte-americana

Victor de Freitas

2019-02-23-13-47_capacanaisturner
Fonte: Reprodução / Portal Mídia Esporte

A Turner abriu conversas para romper com os oito clubes com quem tem acordo por direitos de transmissão de TV fechada do Campeonato Brasileiro até 2024, entre eles o Bahia.

A empresa norte-americana dona do Esporte Interativo notificou os clubes no dia 3 de abril, sinalizando com a intenção de negociar o rompimento de contrato. O mesmo já havia sido feito no mês de novembro do ano passado, antes mesmo do fim da Série A.

“Os clubes estão perdendo muito dinheiro com a Turner e penso que ela também está perdendo dinheiro com o futebol brasileiro. Vamos ouvir e negociar. Penso que os lados estão querendo a rescisão”, diz o presidente do Santos, José Carlos Peres.

Segundo o jornal Estadão, Guilherme Bellintani e os presidentes de Ceará e Fortaleza afirmaram não ser possível revelar o valor da rescisão contratual, com multa pesada para quem quebrar esta cláusula.

A publicação feita pelo jornal também diz que o conteúdo da carta enviada pela Turner aponta para uma série de regras contratuais que estariam sendo quebradas pelos clubes, como por exemplo as transmissões de jogos em TV aberta.

Por diversas ocasiões, a Turner transmitia jogos no canal TNT, enquanto a Globo transmitia a mesma partida em TV aberta. Desta forma, a empresa dona dos direitos em TV fechada não estaria mais contente com números de audiência e faturamento.

Os norte-americanos também acreditam que os clubes se dobraram às exigências da Globo, deixando o contrato com a Turner em segundo plano.

Athletico-PR, Bahia, Ceará, Internacional, Palmeiras, Coritiba, Fortaleza e Santos são os clubes com quem a Turner têm contrato.

Queda de audiência

O maior motivo para o fim da parceria entre Turner e clubes brasileiros acontece por causa da queda drástica na audiência de seus canais durante exibições de partidas da Série A.

Apesar de sucesso nas primeiras partidas, a empresa sofreu uma queda de 15% na audiência na reta final da temporada.

Em jogos exibidos também pela Globo, incluindo transmissões para a praça onde a partida era disputada, a audiência do Esporte Interativo caía ainda mais, chegando até 85%. Assim, não há sentido em continuar no Brasil.

Contato da Turner

O Estadão divulgou a notificação feita pela Turner aos clubes, com o objetivo de fazer um acordo sem perdas para a empresa, uma vez que os clubes estariam forçando a barra para a rescisão antes do início do Brasileiro.

“A Turner enviou na sexta-feira, 3 de abril, uma notificação aos clubes com os quais mantém contrato para exibição da Série A do Campeonato Brasileiro 2020. Essa carta reitera o que já foi colocado aos clubes em novembro de 2019, sobre o que não tivemos quase nenhuma resposta, e pede que venham conversar com a Turner para solucionar questões pendentes. Há certas obrigações que a Turner deseja reforçar, incluindo compromissos assumidos pelos clubes que são essenciais para que a Turner crie um modelo de negócio sustentável. A Turner propõe uma nova conversa, ao mesmo tempo em que não descuidará das ações necessárias à defesa de seus direitos. A Turner sempre privilegiou o diálogo e acredita numa solução conjunta”.

Impasse nas conversas

Já o impasse para a rescisão contratual acontece devido a medo de ambas as partes de abrirem brechas para possíveis entendimentos jurídicos.

Se por um lado os clubes têm a favor o fato de a própria empresa querer a rescisão, a Turner também poderia levar à Justiça uma suposta quebra de contrato por parte das agremiações brasileiras em acordos assinados com a Globo. Ou seja, nenhum lado quer pagar.

Os lados concordam com o fim da parceria e as negociações continuar a partir desta semana. Porém, com extremo cuidado, sobretudo por parte dos clubes.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.