é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 17 de março de 2020 às 12h35

‘Um dos melhores com quem trabalhei’, diz Capixaba sobre Roger

Lateral elogia treinador tricolor e celebra primeiro gol com a camisa do Bahia

Victor de Freitas

2020-03-10-10-28_capajuninhocapixaba21
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

Formado nas categorias de base do Bahia, Juninho Capixaba foi vendido ao Corinthians, após destaque na temporada de 2017, e passou pelo Grêmio antes de retornar ao Esquadrão, por empréstimo, no começo deste ano. Titular desde janeiro, o lateral conseguiu marcar seu primeiro gol com a camisa do clube que o revelou para o futebol.

Na última partida disputada pelo Bahia, Juninho se destacou com uma assistência para Élber e um gol marcado no final da partida, que definiu o resultado de 2 a 0 sobre o América de Natal.

“Uma sensação que não tem palavras para descrever. Foi um momento muito feliz na minha vida, me passou um filme grande na cabeça, o Bahia é o clube que me revelou, que me deu a primeira oportunidade. Naquele primeiro momento veio uma emoção, mas acabei conseguindo conter. Emoção muito grande. Felicidade de ter realizado esse sonho, que era marcar um gol pelo Bahia. Desde que fui revelado tinha essa vontade. Não tem sensação melhor, estar vivendo um momento como esse e marcar gols. Ajudar a equipe a sair com um triunfo tão importante como esse para a classificação”, disse o lateral, ao Globoesporte.com.

Trabalho com Roger

Depois de trabalhar com Renato Gaúcho, no Grêmio, Juninho Capixaba tem sido comandado por Roger Machado, que atuava como lateral-esquerdo em sua carreira como jogador. O atleta tricolor fez questão de elogiar o atual treinador.

“Sem sombra de dúvidas o Roger é um dos melhores treinadores com quem trabalhei, se não for o melhor. Tem me dado feedback perfeitos, por ter sido um grande lateral. Sabe todos os atalhos do campo. Sabe como me dar um conselho, entende como me dar um conselho. Tem me ajudado bastante. O fator principal no meu grande momento pelo Bahia é o Roger. Tenho que agradecer a ele, tem me ajudado muito. Não só ele, como a comissão tem ajudado meus companheiros. Faltam palavras para descrever, mas o momento em que o treinador tem estado mais perto de mim na minha carreira. Roger tem participado bastante, conversado bastante comigo. Coisa que outros treinadores não fizeram. Só tenho a agradecer pelo feedback, pelos conselhos. Só tenho a ganhar com isso. Quanto mais eu absorver, quanto mais rápido absorver esses feedbacks, só tenho a crescer. Só tenho a agradecer a ele”, falou.

Coronavírus

“Acho que todos nós jogadores, enfim, não só o nosso elenco, como outros jogadores, estão preocupados com esse vírus. Pode ser que atrapalhe bastante nossa temporada por conta da paralisação. Estamos sim preocupados, como qualquer outro cidadão brasileiro. Todos os outros países estão preocupados. Mas, a gente sabe que é uma coisa normal, que sempre que surge uma coisa nova temos que ter cuidados. Acho que a preocupação deve haver entre nós jogadores e qualquer outro cidadão. Entendemos que o mais importante é a saúde”.

Juninho Capixaba esteve presente em todos os dez jogos do time principal em 2020, até então, com duas assistências e um gol.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.