é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Política

Publicada em 20 de abril de 2021 às 13h42

Com décifit de R$ 50,6 milhões, Bahia apresenta contas de 2020

Assembleia Geral de Sócios vai votar contas de 2020 no próximo dia 30

Victor de Freitas

Em reunião com o Conselho Deliberativo, a Diretoria Executiva do Bahia apresentou as contas do clube referentes ao exercício do ano de 2020. Como previsto e já adiantado pelo presidente Guilherme Bellintani, houve décifit de R$ 50 milhões.

Será realizada uma Assembleia Geral, por meios virtuais, no próximo dia 30 para que todos os sócios participem da votação das contas de 2020 e para conhecer o orçamento definitivo de 2021.

Conforme manda o Estatuto, o Conselho Fiscal fez a sua análise sobre os números apresentados e recomendou aprovação.

Na reunião realizada nesta última segunda (19), todos os membros do Conselho Deliberativo votaram pela aprovação das contas de 2020.

A apresentação das contas do clube contou com a participação e explicação não só dos representantes da Diretoria Executiva, Guilherme Bellintani e Vitor Ferraz, como também de funcionários do setor financeiro do clube, que detalharam cada número apresentado.

A principal razão para enorme décifit é a pandemia de Covid-19, responsável por crise em todos os setores. O futebol é um deles, pelos quatro meses de paralisação em 2020, queda considerável de quase metade da base de sócios, redução em patrocínios.

Outro motivo que explica os números é o fato de que uma parte das receitas que entrariam em 2020 foram remanejadas para o ano de 2021, devido ao calendário do Brasileirão ter sido esticado até fevereiro.

O valor total arrecadado foi de R$ 130 milhões em 2020. Comparando com o ano anterior, o clube havia embolsado R$ 189 milhões em 2019.

O décifit de R$ 50 milhões é o maior desde 2016. Nos últimos dois anos, o clube havia fechado com mais de R$ 3 milhões acima do que era previsto em orçamento.

O presidente Guilherme Bellintani falou sobre as contas apresentadas e garantiu que o clube tem condições de se recuperar em curto prazo.

“Se eu pudesse extrair um sentimento nosso, nesse momento, de pandemia, que não chamo de pós-pandemia, porque ela ainda está aqui, eu diria que estamos combalidos, mas ainda estamos de pé. Esse é meu sentimento. Temos um déficit de 2020 na casa de R$ 50 milhões. Sendo que, se consideramos as despesas relativas de 2020, se atribuirmos a 2020 o calendário esportivo e as receitas esportivas de 2020, nosso déficit seria de R$ 20 milhões. Lembrando que ainda tivemos um acúmulo significativo de retenção de verba. No fim de 2019, tivemos uma condenação do processo da BWA, onde, durante o ano de 2020, 10% da receita do clube foi sequestrada para um processo de 2011. Temos retidos R$ 13 milhões. Quando você soma esses R$ 13 milhões, temos um déficit natural e até inferior a outros clubes do futebol brasileiro. Estamos combalidos, passando por uma fase difícil, mas trabalhando para passar por essa dificuldade”.

Em 2020, o Bahia foi processado por nove pessoas (nenhum jogador) por ter atrasado pagamento de encargos trabalhistas e recolhimento de FGTS. Bellintani também explicou.

“Atrasamos 13º e alguns pagamentos. Mas preferimos fazer isso em detrimento de demissão de funcionários. Não demitimos nenhum funcionário do clube, mas estamos trabalhando incessantemente na diminuição de despesas”.

Sem citar nome, o presidente falou sobre a situação que parece ser a de Daniel Cruz.

“Agora tivemos um atleta, que não vou me aprofundar, que tentou sair do Bahia forçando a barra, com argumentos incoerentes de ponto de vista jurídico. Posso dizer que estamos controlando com maior proximidade possível, principalmente o FGTS, controlando a ferro e fogo, e colocando como prioridade. Não adianta nada deixar de pagar um valor pequeno e ter uma perda grande. Não queremos esse período de volta”.

Confira alguns trechos das contas apresentadas:

Déficit do Bahia em 2020 — Foto: Reprodução

Receitas do Bahia em 2020 — Foto: Reprodução

Evolução do número de reclamações trabalhistas contra o Bahia — Foto: Reprodução

Composição das dívidas do Bahia até 2020 — Foto: Reprodução

Pagamento do acórdão trabalhista do Bahia até 2020 — Foto: Reprodução

Pagamentos do Profut do Bahia — Foto: Reprodução

A reunião completa, com todos os slides apresentados, pode ser vista no canal da TV Bahêa no Youtube.

 

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.