é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Eleições: ecbahia.com entrevista candidato à presidência Emerson Ferretti

Notícia
Política
Publicada em 1 de dezembro de 2023 às 11:50 por Victor de Freitas

chapaferretti2
Fonte: Divulgação

O futuro presidente da associação Esporte Clube Bahia será conhecido no próximo sábado (2), com a eleição dos representantes da Diretoria Executiva e do Conselho Deliberativo para o triênio 2024-2026.

Em mais uma cobertura da era democrática tricolor, o ecbahia.com abriu espaço para todos os cinco candidatos à cadeira de presidente em entrevistas na reta decisiva da campanha eleitoral.

O candidato da vez é Emerson Ferretti, ex-goleiro com longa passagem com a camisa do Esquadrão no início dos anos 2000.

Ferreti forma a chapa União Tricolor, com Paulo Tavares como candidato à vice-presidência. Seu número é 12.

Leia a entrevista completa:

1) ecbahia.com: Com a chegada do Bahia SAF, o Bahia separou também toda a área de Comunicação, incluindo site e redes sociais. Quais são suas propostas para engajar novamente o torcedor e sócio com a Associação Esporte Clube Bahia?

Emerson Ferretti: “Mais do que nunca, o Bahia precisa aproximar a comunicação com o seu sócio, aprimorando a forma como esse sócio recebe informações do clube (e da SAF). Pretendemos desenvolver um aplicativo onde o sócio concentre toda a sua relação com o clube, acessando a parte financeira, benefícios e informações relevantes através de notificações – podendo escolher sobre que assuntos quer ser informado, e de que jeito. Além disso, o aplicativo permitirá uma consulta direta ao sócio, em tempo real, o que pode servir de indicativo para decisões mais rápidas e eficientes”.

2) ecbahia.com: Pretende sugerir mudança no formato e valor do atual plano de sócios da Associação? Se sim, poderia dar detalhes da proposta?

Emerson Ferretti: “A mensalidade atual do plano de sócios foi proposta sem um orçamento específico, pensando apenas no valor que, no sentir da diretoria e do conselho deliberativo, seria comercialmente “adequado” a esse momento de transição. Nossa ideia é reconstruir esse plano sobre sobre dois pilares: 1) garantir que os sócios do clube tenham acesso aos benefícios prometidos pela SAF e gerir esse acesso prioritário, agindo em nome de todos os sócios; 2) desenvolver novas vantagens que o sócio do Bahia tenha interesse e que possam ser geridas pelo clube da mesma forma, como preferência no acesso garantido, prioridade e desconto na compra de produtos oficiais e ingressos, acesso a experiências exclusivas, etc. No médio prazo, o valor da mensalidade poderá aumentar ou até diminuir, conforme o custo dessas ações e a demanda dos sócios, mas a prioridade em curto prazo é acertar no conjunto de benefícios, para depois adequar o preço, se necessário”.

3) ecbahia.com: Quais suas propostas para crescer o número de sócios, sem o atrativo direto do futebol e do acesso ao estádio, que ficaram com a SAF?

Emerson Ferretti: “O Bahia é sócio de 10% da SAF, e a SAF precisa dar ao sócio do Bahia a verdadeira importância de um acionista. Embora o Bahia não administre diretamente os planos de acesso garantido, é necessário que o sócio tenha preferência nestes planos, e que seja beneficiado em todas as ações da SAF. Como já dissemos, também pretendemos desenvolver formas de garantir prioridade e desconto na compra de produtos oficiais e ingressos, e acesso a experiências exclusivas. Além disso, uma série de novos projetos poderá engajar novos sócios através de outras atividades esportivas (Bahia Olímpico), culturais (Casarão Tricolor), turísticas (Rolê Bahia Tour), sociais (Fundação Esquadrão), comunitárias (Bahia Artesanal) e educacionais (Bahia Academy)”.

4) ecbahia.com: No seu plano já existe um esporte prioritário para implementar na associação? Qual e por quê?

Emerson Ferretti: “Não há um esporte prioritário, mas há premissas que orientarão as nossas primeiras iniciativas. Os esportes coletivos normalmente demandam mais estrutura, mais investimentos, e podem demorar mais a alcançar os resultados que esperamos. Além disso, a Bahia e o Nordeste têm pouca participação nos campeonatos nacionais dos esportes olímpicos mais “tradicionais”. Assim, precisamos estudar bem as parcerias que tornarão qualquer iniciativa nesse segmento mais viável, pois dependemos delas num primeiro momento. Por outro lado, a Bahia tem atletas de nível olímpico em esportes individuais, que demandam menos estrutura e menor investimento, o que deve tornar esses esportes mais viáveis num primeiro momento. Por fim, precisamos entender se os sócios têm alguma preferência nesse particular, pois isso nunca foi debatido no clube, e pode inclusive tornar prioritários esportes que o sócio deseje praticar, o que seria fantástico”.

5) ecbahia.com: Sabendo que o futebol é controlado pelo Grupo City, o que de prático você pretende fazer como presidente da Associação em relação ao futebol, além de fiscalizar e cobrar o cumprimento do contrato?

Emerson Ferretti: “É um engano reduzir a questão a um “controle” do City Football Group, e diminuir a participação do Bahia a uma mera fiscalização. O cumprimento de um contrato pode ser verificado por um seviço de auditoria, e não é apenas para isso que deve servir o presidente do Esporte Clube Bahia. O presidente do clube é a principal voz dos seus torcedores, e só por isso já teria uma relevância gigantesca para a SAF. Mas não é só isso: também é um erro pensar que o seu papel no Conselho de Administração se resume a meia dúzia de reuniões por ano. Talvez isso realmente ocorra se o sócio eleger um presidente que não entenda de futebol, mas acho que estamos longe disso. Ao contrário, o sócio quer alguém que conheça de futebol e atue diretamente nisso. Aliás, o bom conselheiro de administração não é o burocrata, mas o que acompanha de perto a operação da empresa a que pertence, e interage diretamente com presidente e diretores, contribuindo e cobrando sempre que necessário, e é isso que eu pretendo fazer, levando a minha experiencia de 44 anos no futebol brasileiro para dentro da SAF”.

6) ecbahia.com: O setor de e-sports movimentará cerca de R$ 13bi no Brasil em 2026. Existe algum plano concreto no seu programa de gestão para este setor? Poderia explicar, caso positivo?

Emerson Ferretti: “Os números dos e-Sports são gigantescos, e merecem toda a nossa atenção. Além disso, esta seria a oportunidade perfeita de atrair associados jovens, num movimento muito importante para a renovação do clube. Entretanto, tudo isso é muito novo, e requer cuidado, principalmente porque ainda não há uma legislação esportiva aplicável aos e-Sports no Brasil. Por enquanto, o que podemos dizer é que temos muito interesse em abrir oportunidades para o desenvolvimento dos e-Sports de maneira responsável e profissional, quando puder ser desenvolvido em bases sólidas”.

7) ecbahia.com: O Bahia já tem Herbert Conceição como embaixador, um atleta olímpico, baiano e tricolor. É possível esperar que o Bahia apoie e seja representado por mais atletas na Olimpíada da França?

Emerson Ferretti: “Quando falamos em ídolos de esportes individuais, Herbert é o exemplo perfeito. Desejamos, sim, agregar mais atletas desse nível, que tenham essa identificação com o clube, e em modalidades que possamos fomentar de alguma maneira, seja em projetos de alto rendimento, seja em projetos socioculturais ou até recreativos, de maneira transversal”.

8) ecbahia.com: Ao longo do ano de 2023 houve uma tentativa de parceria com o Yatch Club, que, por falha de comunicação ou não, recebeu críticas de ambos os lados. Você tem intenção de fazer alguma parceria com algum clube para que os sócios possam frequentar? Ou acha viável e pretende construir um próprio para o Bahia?

Emerson Ferretti: “Consideramos que o nosso principal espaço de convivência é a Fonte Nova. Nossa intenção é maximizar o uso daquele espaço maravilho e que nos define. Temos conversas avançadas com a Fonte Nova no sentido de ampliar os usos possíveis, criar novos espaços e novas formas de aproveitar um equipamento com tanto potencial”.

9) ecbahia.com: Caso não seja eleito, você aceitaria apoiar e/ou ajudar o candidato eleito, caso seja convidado?

Emerson Ferretti: “Um clube é uma reunião de pessoas em torno de um objetivo. Em 10 anos de democracia, muitas pessoas contribuíram para o sucesso do Bahia de forma silenciosa e desinteressada, e nos últimos tempos eu tive muito orgulho em conhecer muitos deles, que também já se dispuseram a me ajudar. Eu confio na nossa eleição, e cada novo apoio me deixa mais confiante nesse sentido, mas farei tudo o que eu puder pelo Bahia mesmo não sendo eleito – seja contribuindo para a gestão eleita, seja fiscalizando a diretoria e fazendo oposição de maneira propositiva e digna”.

10) ecbahia.com: Baseado em toda a campanha, debates e entrevistas já realizados, por que o sócio indeciso deveria escolher você e sua chapa em vez da dos concorrentes?

Emerson Ferretti: “Já declarei que não tenho a pretensão de ser melhor do que ninguém, mas de ser o melhor presidente que o Bahia pode ter. Os meus 44 anos de experiência no futebol, como atleta, gestor público, gestor privado e comentarista, me credenciam como o mais preparado entre os meus concorrentes. O meu candidato a vice também é um dos poucos que Conselheiros que estão no clube desde a primeira eleição, passou pelo Conselho Fiscal e Deliberativo, e conhece rigorosamente todas as linhas do contrato com a SAF. A junção das nossas experiências é única, e nos permite assumir o compromisso de trabalhar para que a SAF dê certo, garantindo e ampliando os benefícios dos sócios e valorizando a identidade popular do Bahia”.

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras