é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 02 de novembro de 2017 às 11h08

Edigar Junio quer Bahia no ataque para vencer a Ponte Preta

Atacante pede postura ofensiva para vencer na Fonte Nova

Victor de Freitas

2017-11-02-11-19_capaedigarjuniocoletiva2
Fonte: Divulgação/ECBahia

Neste domingo, o Bahia terá um fundamental duelo no Campeonato Brasileiro. O jogo será contra a Ponte Preta, adversário direto na tabela de classificação. Para vencer o time paulista, Edigar Junio citou as estratégias que a equipe deve utilizar para buscar o triunfo.

Destaque do Bahia com quatro gols marcados nos últimos cinco jogos, Edigar Junio destaca a importância de jogar no ataque e de buscar jogadas em velocidade, a exemplo do que foi visto no gol marcado contra o Fluminense.

"A gente tem que jogar como tem vindo, buscando impor o jogo, sempre com nossa velocidade na frente. Independente de como eles vierem, temos que estar conscientes do que temos que fazer. E vamos com toda força buscar a todo custo esse triunfo", disse o atacante.

Caso vença a Macaca, o Esquadrão vai poder "virar a chave" e olhar para a objetivos mais altos dentro da Série A, como por exemplo a classificação para a Sul-americana.

"Praticamente, mas não tem nada definido. A gente tem que continuar focado, firme, né? Primeiramente pensando em fazer um resultado porque os três pontos são importantes. E, se Deus quiser, vier esse resultado temos que manter assim, trabalhando bastante para poder, nos próximos jogos, fazer um bom resultado", comentou o camisa 11.

Momento goleador

"Acho que desde o ano passado vocês têm me acompanhado, eu jogando de beirada, esse ano que joguei mais de centroavante. Procuro estar sempre finalizando, próximo ao gol porque eu sempre tive essa vocação de poder finalizar, ajudando ali na frente mesmo. Sou atacante e tem que estar sempre buscando o gol. A gente agora tem essa posição de ponta, que muitos são meias e atacantes. E eu tenho característica de atacante, mesmo jogando nas pontas. Venho fechando na área para poder estar finalizando e marcando gols".

A torcida é o 12º jogador

"A torcida, como o professor vem dizendo, é o 12º jogador nosso. Eles são muito importantes, nos ajudam muito durante todo o tempo. E, mais uma vez, acredito que vai ser o diferencial. Quando eles estão lá nos dando essa força, nos sentimos mais seguros, mais confiantes. Espero que domingo seja do mesmo jeito", comentou.

O Bahia encara a Ponte Preta neste domingo (05), na Fonte Nova.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.