é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Política

Publicada em 31 de outubro de 2017 às 20h37

Sant'Ana e Henriques explicam ausência na eleição presidencial

Guilherme Bellintani e Vitor Ferraz irão concorrer como 'situação'

Victor de Freitas

2017-08-16-20-03_capamarcelosantanahenriques
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

O Bahia terá novos nomes na presidência a partir do ano que vem. Mandatários do Esquadrão no triênio de 2014 a 2017, Marcelo Sant'Ana e Pedro Henriques não formarão chapa para tentar uma reeleição em dezembro.

A quatro dias do prazo final para inscrições de chapas para as eleições de dezembro, Sant'Ana e Henriques publicaram textos em redes sociais pessoais explicando a escolha de não tentarem reeleição neste ano.

Marcelo Sant'Ana revelou que motivos de família o fizeram decidir se afastar do Bahia.

"(...) Nossa história (de minha equipe e a minha) no Bahia tem erros e acertos. Trabalhamos duro através de quatro pilares: honestidade, equilíbrio financeiro, patrimônio e inovação. Muitos me questionam: agora que "arrumou" o Bahia você vai sair? Sim. Não vai tentar a reeleição? Não. Por quê? Porque eu preciso estar mais perto de Juliana, Lara e Mariana. Mas aqui não é uma despedida. É sim a reta final para concluirmos uma história de gestão com pleno respeito e afeto. O Bahia é meu amor para a vida inteira."

Pedro Henriques teve seu nome ventilado como um possível candidato à presidência do Clube. Porém, de acordo com o atual vice-presidente, a continuidade do trabalho desenvolvido pela gestão de sua equipe é um fator maior do que tentar uma candidatura.

"(...) Sempre gostei do trabalho técnico, do dia a dia no Clube. Nunca fui dos mais hábeis nas articulações políticas. Mais importante do que qualquer nome ou candidatura é a continuidade do atual modelo de gestão: com responsabilidade e respeito aos funcionários, parceiros, sócios e torcedores. Confio nas pessoas indicadas pela base política da atual diertoria para tocar adiante o trabalho que realizamos até aqui. A unidade dos aliados da base aumentará a segurança na eleição. Eventual ruptura traria risco à continuidade do projeto. Não poderia permitir isso"
Para fazer este tipo de escolha não se pode pensar em poder, vaidade ou ambição. É preciso focar no Bahia. É o que sempre faço! Nosso grupo pensa no Bahia acima de tudo! Deixarei a diretoria executiva com sensação de dever cumprido e torcendo para que o sócio escolha pela continuidade do trabalho que desenvolvemos até aqui", escreveu Henriques.

Sem Marcelo Sant'Ana no pleito, a base política da situação indicou os nomes de Guilherme Bellintani e Vitor Ferraz para a chapa presidencial. Já Pedro Henriques deve confirmar candidatura à presidência do Conselho Deliberativo.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.