é goleada tricolor na internet
veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Ceni valoriza atuação, mas lamenta placar mínimo: ‘será uma batalha na volta’

Notícia
Entrevista
Publicada em 30 de abril de 2024 às 22:42 por Victor de Freitas
Ceni destaca volume de jogo do Bahia, mas espera dificuldades em Criciúma
Rogério Ceni
Foto: Letícia Martins / EC Bahia

O Bahia venceu o Criciúma por 1 a 0 no confronto de ida da terceira fase da Copa do Brasil e poderá até empatar para avançar à próxima etapa da competição nacional.

O triunfo conquistado em casa mantém a sequência positiva do Bahia na temporada e garante uma vantagem mínima para o jogo de volta. Entretanto, não é um fator que anima o técnico Rogério Ceni, que valorizou a atuação ofensiva tricolor, mas lamentou que tenha saído apenas um gol.

“Mais uma vez controlamos bem o jogo e fomos propositivos durante a partida. Uma pena não sair com no mínimo dois gols de diferença, eu sei o quanto é difícil jogar em Criciúma. Ali é sempre pesado, um estádio acanhado e a torcida comparece. Com certeza será uma grande batalha no jogo de volta”.

“Por outro lado, vencemos mais um jogo e temos que estar felizes. Mas é uma pena não ter ampliado o marcador, pois daria uma tranquilidade para jogar lá. Um confronto completamente em aberto, mas no jogo de hoje tenho que destacar um jogo bem construído. Mais um jogo com pouco espaço de tempo, o time manteve a intensidade, continuou tendo chances após as trocas. Tivemos volume de jogo, mas seria melhor ter conseguido o segundo gol. Jogamos para isso”.

Pensando no jogo de volta, marcado para o dia 23 de maio, Ceni espera por um jogo difícil no estádio Heriberto Hülse e já projeta passar por ‘situações difíceis’ na partida.

“É um time bem organizado, que marca bem e oferece dificuldades quando tem a bola. Não teve finalizações hoje porque marcamos bem, mas vendo os jogos do Criciúma é um time forte em casa. E fora de casa também vem bem, ainda não perdeu no Brasileiro. Joga de forma bem consistente. Vamos para lá e com certeza vamos passar situações difíceis, o que é esperado. Até se fosse 2 a 0 passaríamos por situações difíceis, mas ainda teria uma gordurinha para queimar. No caso, ficou apertado

Com quatro jogos seguidos sem perder na temporada, Ceni foi questionado durante a coletiva sobre o momento atual do Bahia. Afinal, a equipe deslanchou?

“Ainda é muito cedo. O futebol brasileiro é uma expulsão, um cartão, uma lesão… e graças a Deus estamos controlando bem. Hoje a gente entende o quanto valeu ter trocado oito, nove, dez jogadores por jogo em janeiro e fevereiro. Temos um departamento médico com lesões com Ryan e Nico (Acevedo), que não tem como controlar, são acidentes. Mas sem lesões musculares. Hoje consultamos todos os departamentos e resolvemos arriscar, em um espaço curto de tempo, repetir esse time”.

Passado o jogo contra o Criciúma, o foco se volta para o líder do Brasileirão, adversário de domingo, no Rio de Janeiro.

“Agora temos treino até sábado para nos prepararmos contra o líder do campeonato, que é o Botafogo, um time intenso, especialmente dentro de casa. Vai ser um jogo bem complicado lá”, concluiu Rogério Ceni.

Quer receber notícias do Bahia no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo exclusivo para notícias do Esquadrão!

comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros.
O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios
impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

enquete

Após mais de 50 jogos pelo Bahia, como você avalia o trabalho de Rogério Ceni?
todas as enquetes
casas de apostas brasileiras