é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 17 de novembro de 2022 às 13h31

Zago fala sobre o Bahia e diz aguardar decisões do Grupo City

'Tenho que esperar para ver o que acontecerá. Por enquanto, nada', diz o técnico

Victor de Freitas

japaozago1
Fonte: Getty Images

Antônio Carlos Zago é, sim, um dos possíveis nomes que podem assumir o comando técnico do Bahia a partir de 2023, com a chegada do Grupo City.

Em entrevista ao canal do Nicola, Zago garantiu confirmou que neste momento não há nenhuma conversa, tampouco um acerto, para treinar o Bahia em 2023.

“Até agora, nada. Nenhum clube entrou em contato comigo. Sempre todos falam em relação ao Bahia, mas por enquanto não houve nenhuma movimentação dentro do Grupo também. Tenho que esperar para ver o que acontecerá. Por enquanto, nada. Estou esperando para voltar a trabalhar novamente”.

Essa informação já havia sido levantada pelo canal Bara Bahêa e publicada pelo ecbahia.com no começo da semana.

O profissional tem uma relação de proximidade com o Grupo, por já ter sido escolhido para trabalhar no Bolívar. Porém, ele explica que não possui nenhum tipo de contrato de exclusividade, podendo assinar com quem quiser fora do City.

Contudo, ele novamente deixou seu futuro em aberto por aguardar as decisões que serão tomadas pelo CFG para o Bahia.

“Não tem exclusividade. Quando eu fui para o Bolívar, foi o Grupo City quem me colocou. Eles me escolheram. Acredito que pelo relacionamento, por ser um clube brasileiro (o Bahia), talvez, deva acontecer alguma coisa. Mas por enquanto estão vendo orçamento e outras coisas. Eu vou ficar no mercado do mesmo jeito”.

“Até o dia 2 (na verdade é 3), não tem quase nada. Temos que ficar esperando. Se acontecer, bom. Se não acontecer, o relacionamento é o mesmo. Vou seguir o meu caminho e quem sabe a gente se encontra lá na frente”.

Como chegou ao Bolívar?

Zago detalhou que seu contato inicial para comandar o time boliviano administrado pelo Grupo City foi justamente com Cadu Santoro, representante que já foi visto em jogos do Bahia, e na companhia do presidente Guilherme Bellintani, em algumas ocasiões.

“O primeiro contrato foi com ele (Cadu Santoro), junto com o presidente do Bolívar, que é uma pessoa que está dentro do Grupo City”.

O que Zago espera para o Bahia em 2023?

“Eu acredito que melhoras na estrutura, na construção de uma boa equipe. Eu acredito que o ano que vem principalmente será um ano de permanência para o Bahia. Tem o G-12, o Red Bull, Athletico e Bahia. Será um campeonato muito difícil e eu acredito que será um ano de permanência. A torcida do Bahia pode ficar tranquila pelo suporte que eles estão acostumados a darem às equipes que eles entram. Eu acredito que o Bahia permanece na Série A e será o começo para que se torne uma das grandes equipes do país, que já é por ser um dos campeões brasileiros”.

Além do Bahia, Zago foi ligado a um suposto interesse do Santos para 2023. Porém, o clube santista já anunciou Odair Hellmann como treinador. Outro possível destino seria o Red Bull Bragantino, onde se destacou em seu último trabalho no Brasil.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.