é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Entrevista

Publicada em 03 de janeiro de 2017 às 16h23

Guto Ferreira comenta sobre montagem ideal do elenco para 2017

Técnico explicou como planeja trabalhar com o elenco e sobre o aproveitamento da base

Victor de Freitas

2017-01-03-16-14_CapaGuto26
Fonte: Felipe Oliveira/Divulgação/ECBahia

Nesta terça-feira (03), o técnico Guto Ferreira concedeu sua primeira entrevista coletiva de 2017. Dentre os assuntos comentados, foram abordadas questões sobre a montagem de elenco, chegada de reforços e aproveitamento da base durante as competições do ano.

Sobre a montagem ideal do elenco para a temporada, Guto destacou que o planejado é iniciar a temporada com cerca de 23 atletas contratados, além de outros jogadores que estão sendo promovidos do time sub-20, pensando nas competições de primeiro semestre.

"Nós estaremos trabalhando com 23 jogadores numa situação de jogadores contratados ou com mais cancha dentro do profissional, como Éder, que veio da base, mas já tem uma cancha dentro do Bahia. Seriam 23 jogadores nessa faixa, mais 11 jogadores que seriam juniores ou primeiro ano de profissional. Talvez um ou outro em processo de recuperação, segundo ano de profissional. E aí seriam todos da casa. Com esse grupo, teria condições de estar treinando e jogando, desde que eles dessem resultados. Porque tudo gira em torno do resultado. Aí você teria condições, administrando da melhor maneira possível, de muitos deles terem semana cheia, para recuperar, elevar seu nível técnico, e também para a gente trabalhar questões táticas dentro da equipe. Fazendo assim, seria esse número inicial", comentou o técnico.

No entanto, este não é o desenho final que o treinador projeta para o elenco que também disputará a Série A, a partir de maio. Para a competição nacional, Guto espera por novos reforços que se juntarão ao grupo formado no primeiro semestre - isto a depender dos resultados conquitados no Nordestão e Baiano e do futebol demonstrado pelos jovens atletas.

“Ah, e no Brasileiro, como seria?”. Aí já são outros 500. Essa primeira fase do ano. Depois a gente teria que, dependendo da situação, rever ou não. Porque o número de jogos pode continuar o mesmo, só que as competições têm um nível maior. Aí quem evoluiu e está dando resposta permanece. Quem não está não tem por que estar ali", disse.

Confira outros trechos da entrevista coletiva de Guto:

Sobre nomes de novos reforços:

"Vocês perguntam, mas a gente não tem como responder. Porque cada vez que você chega aqui e se manifesta a respeito de um jogador, você está expondo uma série de situações e faz com que até os adversários, os outros clubes, notem... Você está valorizando o jogador para uma pedida mais alta, outros clubes chegam e começa a ter concorrência".

Sobre a maneira de aproveitar a base:

"A gente tem que ter paciência, prepará-los. Devagar a gente vai colocando até que eles se efetivem. Não é só estar treinando, mas na condição de buscar algo mais, uma titularidade, espaço, e daqui a pouca fazer diferença. Têm jogadores de dar suporte, pela sua característica, e de fazer diferença. A gente espera que todos possam reunir a melhor condição possível, porque fica mais fácil e mais barato você trabalhar com quem é da casa. Agora, você joga uma competição de alto nível e tem que ter jogadores que atinjam um nível de maturidade. Você não pode ter um time de seis, sete jogadores jogando se eles não estiverem maduros para segurar o peso da camisa do Bahia. Não é qualquer time. O Bahia é bicampeão Brasileiro, a camisa tem peso. A torcida, muitas vezes, exige bastante. Para que eles tenham destaque, eles não podem estar sendo pressionados, entrar como solução, mas como coadjuvantes. E, aos poucos, assumirem a condição de protagonistas. Tudo depende do nível de maturidade".

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.