é goleada tricolor na internet

veículo informativo independente sobre o esporte clube bahia

Notícia | Baiano

Publicada em 04 de abril de 2021 às 17h56

Com sofrimento, Bahia vence o Atlético de Alagoinhas por 2 a 1

Time de transição venceu com gols de Bruno Camilo e Gustavo Henrique

Victor de Freitas

bahiaxalagoinhas
Fonte: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Bahia fez 2 a 1 no Atlético de Alagoinhas e voltou a vencer no Campeonato Baiano após quatro rodadas sem sentir o sabor do triunfo. A partida foi válida pela sétima rodada da primeira fase e disputada em Pituaçu.

O resultado coloca o Bahia em quarto lugar, agora com nove pontos. Porém, tem dois jogos a mais do que o quinto colocado, Vitória da Conquista, e três partidas a mais do que o Vitória, que ficou em sétimo lugar.

Pelo Baiano, o Tricolor volta a campo somente no dia 18 de abril, contra o Bahia de Feira, novamente em Pituaçu.

O JOGO

Precisando vencer para não ficar em situação ainda mais complicada no Baiano, o Esquadrão entrou em campo com a base da equipe que já vinha atuando no Estadual. Prates modificou apenas uma peça no time titular.

Com a bola rolando, o time de transição tricolor demonstrou novamente falta de criatividade e dificuldade para organizar jogadas e invadir a defesa adversária. Perigo só de fora da área, como em chute do volante Pablo, aos 17 minutos.

O placar foi aberto pelo Tricolor aos 23 minutos, também em uma finalização de longa distância. O volante Bruno Camilo recebeu passe perto da grande área, após cobrança de escanteio curta, e chutou forte. O goleiro Fábio Lima não conseguiu defender e viu a bola balançar as redes.

No restante do primeiro tempo, a postura da equipe dirigida por Cláudio Prates foi de recuar linhas e atuar de forma conservadora, acabando por ceder espaços para o Atlético de Alagoinhas.

SEGUNDO TEMPO

Já no segundo tempo, o Bahia quase ampliou o placar aos dois minutos. Daniel Cruz, que havia acabado de entrar após o intervalo, recebeu lançamento e ajeitou a bola de peito para Bruno Camilo. O volante chutou sem deixar a bola cair e quase fez um golaço, raspando o travessão.

Aos 16 minutos, o zagueiro Bremer recebeu o segundo cartão amarelo e deixou o Atlético de Alagoinhas com um a menos em campo. Apesar da inferioridade numérica, o Carcará quase empatou aos 18, em chute do atacante Vitinho, que parou em boa defesa do goleiro Matheus Teixeira.

O segundo gol tricolor aconteceu aos 23 minutos. Após cobrança de escanteio de Bruno Camilo, o zagueiro Gustavo Henrique aproveitou a indecisão do goleiro adversário na saída da pequena área e cabeceou para o gol vazio, ampliando o placar.

Com um a mais em campo e dois gols de vantagem, o Esquadrão ainda sofreu na reta final. Aos 31 minutos, Matheus Teixeira fez mais uma boa defesa na partida ao espalmar cabeçada que iria no ângulo.

No minuto seguinte, Ronan driblou defensores na grande área e, segundo a arbitragem, foi derrubado por Ignácio. Pênalti! Dionísio cobrou e diminuiu a desvantagem para o Carcará.

Após diminuir o placar, o Atlético se lançou ao ataque e cedeu espaços na defesa. Aos 39 minutos, Jeremias recebeu lançamento em profundidade, ficou de frente para o goleiro adversário e chutou na trave.

No último minuto, Matheus Teixeira voltou a salvar o Bahia ao defender uma cobrança de falta rasteira.

leia também
comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ecbahia.com. É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral, os bons costumes ou direitos de terceiros. O ecbahia.com poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.